AS CAMPANHAS RADIOFÔNICAS (5)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

E os últimos passos para desenvolver uma boa campanha radiofônica.

Já determinamos conteúdos e produzimos os materiais. Também os validamos com alguns grupos de ouvintes. Agora nos cabe implementar a campanha.

8) PAUTAR A CAMPANHA

Quanto dura uma campanha? Depende dos recursos e o orçamento de que dispomos. Em geral, três meses é um bom tempo para realizar uma boa campanha e poder medir os resultados.

Quantas cunhas por dia na emissora? Costuma-se dizer que uma dúzia de vezes nos horários de maior sintonia da audiência à que nos dirigimos.

Porém, isto é muito relativo. Uma cunha criativa, sedutora, com muito gancho, ouvida uma vez vale mais que outra má repetida quarenta vezes.

Mas digamos que, como parâmetro, podemos passar as cunhas (alternando-as se produzimos três ou quatro diferentes) umas dez ou doze vezes por dia.

9) REALIZAR A CAMPANHA

Uma campanha é um trabalho em equipe. Não somente no momento de inventar as cunhas e gravá-las, mas durante todos os meses que dure a campanha porque o tema desta deve ser um eixo transversal de toda a programação.

Os animadores e animadoras das radiorevistas verão de que forma e em que espaços se referem à campanha. No noticiário é preciso reportar notícias sobre o tema. Podemos organizar debates, realizar entrevistas e comentários, fazer jornalismo de intermediação com autoridades e pessoal do hospital. Podemos também convocar grupos musicais para que inventem músicas sobre o tema. A questão é pôr a rádio em função dos objetivos da campanha.

O ideal seria interessar outros meios de comunicação amigos no tema da campanha. A equipe da rádio também se relacionará com organizações sociais para que participem ativamente através de fóruns, oficinas, e outras atividades complementares.

10) AVALIAR E DAR SEGUIMENTO

Finalizada a campanha, devemos medir a eficácia e os resultados obtidos.

Mas não deixe tudo para o final. Vai avaliando os avanços a cada quinze dias, a cada mês, para poder corrigir o que não está funcionando como havíamos previsto.

Como temos os objetivos e as metas escritos, será fácil constatar o êxito maior ou menor da campanha.

Podemos também fazer a avaliação através de pequenas entrevistas no hospital para ver como andam as coisas agora e divulgar os resultados obtidos através da própria emissora.

A equipe da rádio se reunirá para fazer um pequeno informe destes resultados. E para começar a pensar… na próxima campanha!

AS CAMPANHAS RADIOFÔNICAS (5)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.