CORA, UMA ESTRANHA NO MEU BAIRRO

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Vivo em uma cidade fronteiriça. Uma mulher com seus três chegaram e se instalaram no meu bairro e me pediu trabalho. Tenho medo, é uma estranha.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

EFEITO AMBIENTE CIDADE

CIDA É como eu lhe digo, dona Cora… Tinham que chegar até o nosso bairro! Outro dia apareceu essa mulher com suas três filhas.

CORA Ah é? Já chegou com as filhas?

CIDA Sim, já são quase mocinhas. E uma está grávida.

CONTROLE MÚSICA POPULAR

CORA Já faz um tempo, vem chegando na cidade muita gente do outro lado. São homens e mulheres sozinhos ou acompanhadas, de todas as idades, negras, brancas, indígenas. De tudo. Mas nunca tinham se instalado em nosso bairro, talvez porque estamos um pouco longe do centro da cidade. Mas aqui estão, já nos tocou.

EFEITO AMBIENTE BAIRRO

CORA A mulher alugou um quarto perto da minha casa. Não sei como caberiam, porque era tão pequeno que não caberia nem um par de camas. Todas as mulheres do bairro estávamos curiosas e um pouco assustadas por essa presença. Tínhamos medo, mas pena também.

CIDA E se é de algum grupo armado e está se fazendo passar por refugiada?

MULHER 1 E se ela e suas filhas quiserem por uma dessas discotecas que…?

CORA Por favor, vizinhas, nós mal a conhecemos…

MULHER 1 A essa não, mas às outras sim.

CORA Não seria melhor conversar com ela?

CIDA Eu não, vizinha. Essa gente é perigosa.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

CORA As via caminhar tristes pelas ruas. Parecia que saíam bem cedo para comer em um desses lugares de caridade da cidade e depois, não tinham nada para fazer. Em uma dessas, eu me aproximei. (PAUSA) Boa tarde, são novas no bairro?

REFUGIADA Éééé… sim.

CORA Eu sou Cora, tenho uma pequena pastelaria aqui perto. Vamos, as convido para um cafezinho.

REFUGIADA Obrigada, senhora, obrigada.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

CORA A mulher me contou por que tinha saído de seu país, que estava fugindo, que mataram seu marido. E como sua filha ficou grávida.

REFUGIADA Foi numa noite em que assaltaram nossa fazenda. Eram vários e não pude defender a minha menina (CHORA)

CONTROLE MÚSICA TRISTE

CORA A história dessa mulher me comoveu. E pensei que entre todas as vizinhas poderíamos ajudá-la com roupa, comida, algo para ir passando. A idéia não agradou as minhas vizinhas, mas acabaram trazendo alguma coisinha, mais por compromisso comigo que por solidariedade.

MULHER 1 (REVER) Está bem, dona Cora. Mas que não deixe a mulher mal acostumada, que trabalhe.

CORA Levei as doações e a mulher agradeceu muito. Nos dias seguintes já não voltamos a nos ver.

CIDA Para onde iriam a mulher e suas filhas? As vejo sair cedo e voltar tarde. Será que já estão em trabalhos estranhos?

CORA O que quer dizer, dona Cida?

CIDA Bom, são bonitas e não têm marido. Então…

CORA Por favor, não diga isso. Por acaso nós mulheres só podemos nos vender para viver?

CIDA Não sei. Pelo jeito e pela fama.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

CORA O que a minha vizinha disse me irritou. A história daquela mulher tinha me comovido, era mais uma vítima da ambição de poder dos políticos. E se fosse em nosso país? Bato na madeira. Deus queira que nunca.

CONTROLE MÚSICA POPULAR

CORA Não passou muito tempo, quando a mulher foi me ver.

EFEITO PORTA SE ABRE

CORA Que surpresa! O que a traz aqui?

REFUGIADA Sabe, dona Cora. A senhora é a única pessoa do bairro que me tratou como gente e eu estou em uma situação muito difícil. Minha filha vai ter esse bebê e não consegui trabalho. Talvez…

CORA O quê?

REFUGIADA A senhora, eu sei é confeiteira. Eu poderia ajudá-la. Não tem que me pagar muito, a senhora vê, me dê só a comida. Não importa.

CORA É que… não sei.

REFUGIADA Eu sei trabalhar, dona Cora. Não vai lhe pesar.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

CORA Fiquei dividida. Tinha na minha frente uma estranha me pedindo trabalho, que a aceitasse em meu negócio. Que garantias eu tinha se nem sequer sabia seu nome? E (PAUSA) Pois é… deixe-me pensar. Eu tenho que pesar, sim.

CONTROLE MÚSICA TENSA

CORA Contei para a Cida e ela deu um berro…

CIDA Está louca, Cora? E se ela está mentido? E se fugiu do narcotráfico? Não te meta com gente desconhecida. Já pensou?

CONTROLE MÚSICA TENSA

CORA Passaram-se vários dias e a mulher não voltou a ver-me e eu não me atrevo a procurá-la. Não sei o que lhe dizer. Uma coisa é ajudá-la com umas roupinhas e outra é admiti-la em minha vida diária, como trabalhadora. Não sei o que fazer. A aceito? Não? E você, o que faria em meu lugar?

CONTROLE MÚSICA SUSPENSE

*PRIMEIRA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Primeira solução…

CORA Contei para a Cida e ela deu um berro…

CIDA Está louca, Cora? E se ela está mentido? E se fugiu do narcotráfico? Não te meta com gente desconhecida. Já pensou?

CONTROLE GOLPE MUSICAL

CORA O pedido da mulher me tomou de surpresa. Não, ela se enganou. O fato de cumprimentá-la e arrumar algo para comer não quer dizer que…

REFUGIADA (REVER) Não vai lhe pesar, senhora.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

CORA Passaram-se os dias e eu não sabia o que fazer. Lembrava as notícias sobre gente que entra no país para cometer delitos, mulheres que se prostituem, que se oferecem para serviço doméstico e terminam roubando.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

CORA Eu sozinha não posso resolver este problema. Minha comadre é professora, vou falar com ela.

EFEITO ESCOLA

PROFESSORA Entendo, comadre. Mas lembre-se que também há milhares de mulheres que tiveram que deixar tudo e fugir da guerra, do narcotráfico. O que faria se estivesse nessa situação?

CORA Deus não o permita.

PROFESSORA Não é coisa de Deus, mas dos políticos que não sabem resolver nada sem violência. E é o povo que sofre.

CORA Então?

PROFESSORA Você sempre foi uma mulher solidária, Cora. Por que agora não? Não te deixe levar pelos preconceitos.

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

CORA Voltei para casa, feliz. Sim, precisava escutar a minha comadre. Que ela me dissesse o que eu já estava pensando estava bem, embora não me atrevesse a fazer. Então, naquela mesma tarde…

EFEITO BATIDA PORTA

REFUGIADA A senhora!

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

CORA Se chama Manuela e já está trabalhando comigo. É muito atenciosa e honrada. Estou contente. Eu lhe estendi a mão, mas ela está me ajudando não só a engrandecer meu negócio, mas também meu coração.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

*SEGUNDA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Segunda solução…

CORA Contei para a Cida e ela deu um berro…

CIDA Está louca, Cora? E se ela está mentido? E se fugiu do narcotráfico? Não te meta com gente desconhecida. Já pensou?

CONTROLE GOLPE MUSICAL

CORA Cida ficou tão nervosa que conseguiu me meter medo. Nos dias seguintes tratei de não cruzar com a mulher… o que poderia lhe dizer? E se é verdade o que conta, se de verdade mataram seu marido e violaram sua filha?

CIDA Ninguém a conhece, dona Cora. Averigúe se alguém dá o paradeiro dessa mulher.

CORA Mas, quem poderia, dona Cida? Ela é uma refugiada.

CIDA Refugiada? Todas dizem isso, e se fugiram por política, na certa são comunistas.

CORA Não posso falar com você, Cida. Você me enche a cabeça de coisas.

CIDA Aqui no bairro a gente é pobre, Cora, e dar trabalho para uma estrangeira seria tirar a oportunidade a um daqui. Além disso, se uma chegou e ficou, logo chegam cem. E acabou a tranquilidade do bairro.

CONTROLE MÚSICA TENSA

CORA Meus dias passaram como sempre, com muito trabalho e sem ter quem me ajudasse. Precisava de alguém, mas tinha que ser de fora? Estava pensando nisso quando ela chegou.

EFEITO BATIDA NA PORTA

REFUGIADA Senhora, já pensou em meu pedido?

CORA Olha… não. Sabe? Ainda não posso contratar ninguém. Tenho um problema de dinheiro. Se me acertar, a aviso… tá bom?

CONTROLE MÚSICA TENSA

CORA Nessa tarde vem o sobrinho de uma vizinha. Vou contratá-lo. Não sabe muito, mas mais vale um mal conhecido que um bem por conhecer. Que pena por essa mulher… Bom, logo encontrará outro trabalho.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

*TERCEIRA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Terceira solução…

CORA Contei para a Cida e ela deu um berro…

CIDA Está louca, Cora? E se ela está mentido? E se fugiu do narcotráfico? Não te meta com gente desconhecida. Já pensou?

CONTROLE GOLPE MUSICAL

CORA As palavras da Cida me incomodaram. Há delinquentes que se aproveitam dos conflitos e chegam a fazer delitos. Mas esta mulher não parece má…

REFUGIADA (REVER) Pode me dar trabalho, dona Cora?

CONTROLE MÚSICA TRISTE

CORA A vi passar de longe e me dava tanta tristeza. Em sua cara havia angústia e uma solidão infinita. O que posso fazer? A idéia de contratar uma mulher estranha também não agradava o meu marido.

ESPOSO Cora, esqueça dessa gente. Se acontecer algum problema, quem terá a culpa?

CORA Está angustiada, tem uma filha grávida, e não consegue trabalho.

ESPOSO Você sabe o que faz, não diga que não te avisei.

CONTROLE MÚSICA TENSA

CORA Fiquei preocupada. Pensando e pensando, lembrei que um dia em deram um panfleto de… isso é… Saí correndo para procurá-la…

EFEITO PORTA

REFUGIADA A senhora!

CORA Desculpe-me, senhora. Eu não posso contratá-la, mas sei de uma organização que a pode ajudar.

REFUGIADA Não sei. Não conheço nada e não tenho documentos.

CORA Leia isto. Aqui explica tudo. Diz que ajudam as pessoas refugiadas e que a senhora tem direitos em nosso país. Eu também não sabia. Vamos? A acompanho.

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

CORA A mulher e suas filhas estão em um programa de ajuda e já não se sentem tão abandonadas. Eu as convido de vez em quando para um cafezinho. Não é muito, mas elas são agradecidas. E eu me sinto mais tranquila.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

p=. ****************************

p=. GUIA DE DEBATE*

_Vivo em uma cidade fronteiriça. Uma mulher com suas três filhas adolescentes se instalou em meu bairro e me pediu trabalho. Tenho medo, é uma estranha._

_Primeira solução: Cora a recebe e lhe dá trabalho contrariando a opinião de suas vizinhas._
* _Segunda solução: Cora não a recebe nem quer saber nada dela._
* _Terceira solução: Cora a leva a uma ONG que defende os diretos humanos._

p=. ****************************

*Refugiado ou refugiada*

A Convenção de Genebra sobre o Estatuto dos Refugiados, diz: “um refugiado é uma pessoa que devido a fundados temores de ser perseguida por motivos de raça, religião, nacionalidade, pertença a um determinado grupo social ou opiniões políticas, se encontre fora do país de sua nacionalidade e não possa ou, por causa de ditos temores, não queira aparar-se na proteção de seu país; ou que carecendo de nacionalidade e achando-se, por consequência de tais acontecimentos fora do país onde antes tivera sua residência habitual, não possa ou, por causa de ditos temores não queira regressar a ele…”

*Como se distingue entre um refugiado e um migrante econômico?

Normalmente, um migrante é quem abandona seu país voluntariamente, em busca de uma vida melhor. Para um refugiado, as condições econômicas do país de asilo são menos importantes que sua segurança. Na prática, a distinção pode ser difícil de estabelecer, mas é fundamental: um migrante desfruta da proteção do governo de seu país de origem, o refugiado não.

*Número de pessoas refugiadas no mundo*

Segundo o ACNUR, no final de 2008 havia 34.415.751 refugiados, refugiadas, deslocados internos dentro da competência dessa organização. Os afegãos, os iraquianos, os colombianos, somalis e sudaneses são os que mais demandam a ajuda de ACNUR, uma das principais ONGs que oferecem proteção nestes casos.

Pelo menos a metade do total das pessoas desarraigadas são mulheres adultas e crianças. Sem contar com a proteção de seus lares, seus governos e em muitos casos das estruturas familiares tradicionais, as mulheres se encontram com frequência em situações de vulnerabilidade. Enfrentam os rigores de longas jornadas de caminho até o exílio, o assédio ou a indiferença oficial e com frequência ao abuso sexual, inclusive uma vez que tenham alcançado um lugar aparentemente seguro.

*Em que consiste a Proteção Internacional?*

A maioria das pessoas podem buscar da parte de seus governos a garantia de que seus diretos básicos sejam respeitados assim como assegurar sua integridade física. Mas no caso dos refugiados, o país de origem tenha se mostrado incapaz ou não esteja disposto a proteger tais direitos.

*Os Estados têm a obrigação de…*

Não expulsar nem devolver os refugiados ou solicitantes de asilo a qualquer país onde possam correr perigo, compreendido, claro está, o mesmo país do qual fogem.
* Não estabelecer discriminações entre grupos de refugiados.
* Garantir o aceso dos refugiados a seus direitos econômicos e sociais, ao menos, no mesmo grau em que os estrangeiros residentes no país de asilo o fazem.

Podem as mulheres que recusam certas normas violatórias de seus direitos, solicitar ser reconhecidas como refugiadas?

As mulheres podem ser perseguidas por razões políticas, étnicas, religiosas, por raça ou por sua pertença a diferentes classes de grupos sociais. Fugir por discriminação severa ou de um trato inumano se não aceitam estritos códigos sociais. Neste caso, tem direito a que lhe considere para obter a condição de refugiada. Exemplo, as que sofrem violência sexual, como a violação. Uma mulher que teme ser atacada por sua recusa a usar o xador, ou por seu desejo de escolher seu próprio marido e viver uma vida independente, pode verdadeiramente ser considerada refugiada.

Em 1984, o Parlamento Europeu determinou que as mulheres que sofrem um tratamento cruel ou inumano porque aparentemente transgridem as normas sociais, deveriam ser tidas em consideração para determinar o estatuto de refugiada. Os Estados Unidos e Canadá têm diretrizes exaustivas relativas à perseguição baseada em gênero.

*A Convenção de Refugiados de 1951*

A Convenção sobre o Estatuto dos Refugiados de 1951 constitui a fundação da proteção internacional dos refugiados. A Convenção define quem é um refugiado e estabelece uma série de direitos dos refugiados além das obrigações dos Estados. O Protocolo de 1967 retirou as restrições geográficas e temporais da Convenção. Um total de 147 Estados aderiram à Convenção de 1951 e/ou a seu Protocolo de 1967.

_20 de junho Dia mundial do refugiado e da refugiada_

*Para completar…*

* Número de mulheres refugiadas em teu país.
* Lei nacional sobre pessoas refugiadas e imigrantes.
* Lembre um caso e como foi resolvido.
* Lugares de orientação e programas de atenção a pessoas refugiadas em tua localidade (endereço e telefone).

*Como usar este programa?

1. Apresentar o tema.
2. Passar a dramatização do conflito (sem os finais possíveis).
3. Provocar um primeiro diálogo com a audiência (o que acontecerá com a protagonista? O que faria em um caso semelhante? Como terminará este conflito?).
4. Passar os três finais possíveis, um a um, com comentários intermediários. Qual é a melhor solução?
5. Abrir o debate (telefônico e/ou presencial). Nesta ficha há dados para comentar o tema.
6. Você também pode convidar uma refugiada e uma pessoa da localidade para comentar o programa e responder as perguntas da audiência.
7. Para terminar, seria conveniente ouvir o programa completo com a solução mais votada pela audiência.

BIBLIOGRAFÍA

Personas Refugiadas(enlace)* Observatorio de Medios de Comunicación sobre Población Migrante y Refugiada.(enlace)

CORA, UMA ESTRANHA NO MEU BAIRRO

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.