KILLARICOCHA A MALDIÇÃO DA ABUNDÂNCIA (3)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Terceiro capítulo de uma polêmica radionovela.

 

KILLARICOCHA, LA MALDICIÓN DE LA ABUNDANCIA (2)

 

CAPÍTULO 3 VISITA EM TAMBO ROJO

CONTROLE MÚSICA CAMPONESA ALEGRE

LOCUTOR Killaricocha.

LOCUTORA A maldição da abundância.

EFEITO ÔNIBUS QUE CHEGA

NARRADORA Depois de oito horas de ônibus, dona Lucy e os outros vizinhos chegaram a Tambo Vermelho, um lugarejo escondido atrás da cordilheira central. Em Tambo Vermelho trabalhava há anos uma empresa mineradora muito parecida a que se instalaria em Killaricocha…

LUCY Mestre Nicanor, um pouco cansado?

NICANOR Eu não. Mas os ossos sim… ai!

VIZINHO Pois vamos rapidinho na casa da sua comadre, dona Lucy, e de passagem tomamos um café com biscoitos.

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

COMADRE A que devo a visita, dona Lucy? Não me diga que veio colocar aqui uma barraca de ervas medicinais…

LUCY Quem dera, comadre!… Veja, lhe apresento o mestre Nicanor, o homem mais sábio de Killaricocha…

COMADRE Sim, eu me lembro do senhor… O senhor passou por aqui quando os chineses ainda não tinham chegado, quando isto era um povoado tranquilo…

NICANOR Tem boa memória, senhora. E agora voltamos precisamente para que nos conte como vão as coisas por aqui…

COMADRE E o que que vou contar? Talvez vocês não saibam que o nome deste lugar, Tambo Vermelho, é pela cor dos montes…

VIZINHO Pela cor dos montes?

COMADRE Claro, olha ali, ao fundo… Essas montanhas têm muito cobre. No começo, muita gente trabalhava com máquinas simples, mineração artesanal, como dizem.

LUCY Eu achava que chamavam de Tambo Vermelho porque eram muito revolucionários…

COMADRE Éramos, você mesma disse, comadre. Éramos. Mas agora as coisas se complicaram porque veio a empresa chinesa. E essas empresas são astutas para dividir a comunidade, para pôr para brigar uns contra os outros. Essa foi nossa ruína.

VIZINHO Em Killaricocha não vamos ter chineses, mas canadenses.

COMADRE O mesmo cachorro com coleira diferente. Com certeza já estão prometendo trabalho e estradas e escolas…

LUCY Isso mesmo. Isso é o que andam prometendo pela rádio. O “desenvolvimento” de Killaricocha.

COMADRE Desenvolvimento? Não me faça rir, comadre, que estou com o lábio rachado. Querem conhecer o desenvolvimento que a mina de cobre a céu aberto nos

trouxe? Venham, venham comigo…

CONTROLE MÚSICA DE SUSPENSE

NARRADORA Enquanto isso, na capital, no luxuoso gabinete do Ministro de Energia e Minas…

GERENTE Como lhe disse, senhor ministro, minha empresa, a Green Golden Mines, é muito respeitosa com o meio-ambiente e com os nativos que vivem nas zonas de exploração, oh yes.

MINISTRO Me agrada muito ouvi-lo porque o meio-ambiente é sempre é uma preocupação…

GERENTE Don`t worry, my friend. Logo estarei enviando o informe de impacto ambiental.

MINISTRO Esse informe nós e que deveríamos fazer, mas…

GERENTE … mas, senhor ministro, podemos ajudar-lhes nisso. Para ganhar tempo, compreende?

MINISTRO Falemos dos impostos.

GERENTE Nossa empresa cumprirá com todos os impostos estabelecidos em suas leis. Naturalmente, confiamos na compreensão de seu governo para obter algumas isenções fiscais.

MINISTRO Refere-se a…?

GERENTE Isenção para a importação de maquinaria, combustíveis a um preço mais razoável, eliminação de taxas aduaneiras… enfim, o que é comum nestes casos.

MINISTRO E quanto a taxa de concessão…

GERENTE Pagaremos 3 por cento sobre o preço atual do ouro no mercado. É o que se acostuma pagar em outros países da região, oh yes.

MINISTRO Senhor gerente… e se o preço do ouro subir?

GERENTE Senhor ministro… e se o preço do ouro baixa? Acho que é mais tranquilo para todos, para seu governo e para nossa empresa, que as taxas sejam fixas. Fixaremos em 3 por cento para os próximos 50 anos.

MINISTRO 50 anos? Não lhe parece muito uma concessão de 50 anos?

GERENTE Well, tomando em conta os altos riscos do investimento, não é muito. Mas podemos aceitar 30 anos, oh yes. 3 por cento para 30 anos. De acordo?

MINISTRO (COM IRONIA) O seja, sua empresa leva 97 por cento e meu país fica com 3.

GERENTE O seu país… e o senhor ministro. (MEIA VOZ) A primeira parcela será para o senhor, para agradecer a rapidez com que aprovaram esta concessão de mineração. A Green Golden Mines sabe ser generosa, muito generosa, com os que apóiam seus interesses.

MINISTRO Um pouco mais de whisky, senhor gerente?

GERENTE Oh, yes!

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

EFEITO AMBIENTE RUA

COMADRE Venham, venham e conheçam a verdade de Tambo Vermelho. Há 10 anos veio a mineradora chinesa. Nos prometeram emprego, muitíssimas fontes de trabalho.

VIZINHO E o que aconteceu com as promessas?

COMADRE Que ficaram nisso, em conversa. Nestas grandes empresas, começam contratando uns tantos motoristas, uns vigias, alguns operários…

VIZINHO E depois?

COMADRE Depois, trazem seus especialistas da capital. Ou do estrangeiro. Chegam os engenheiros, os técnicos… Para nossos jovens, nada. Por isso se foram. Sabem o que mais prosperou neste povoado? Os bares. Os bares e a prostituição. Olhem todos esses botecos por aí…

LUCY Mas, então, comadre, nem emprego nem desenvolvimento nem nada…

COMADRE Menos que nada, comadre. Aqui o que aumentou não foi o emprego, mas o custo de vida. E as doenças. Vão ao rio para ver si encontram um peixe vivo, unzinho…

CONTROLE MÚSICA DE TRANSIÇÃO

EFEITO BATE NA PUERTA

GUSTAVO Bom dia… Posso entrar?

ANITA O que você quer?

GUSTAVO Procura a senhora Lucy Guamán.

ANITA É minha mãe, mas ela não está em casa, saiu de viagem…

GUSTAVO De viagem?

ANITA Sim, foi a Tambo Vermelho, o povoado vizinho… E para que queria o senhor a minha mãe?

GUSTAVO Para explicar-lhe algumas coisas… Acho que lhe deram uma má informação sobre nossa empresa.

ANITA O senhor trabalha para essa mineradora que querem meter em Killaricocha?

GUSTAVO Na realidade, a mineradora trabalha para nós e para vocês em breve… É uma grande empresa. Se me deixar entrar te explico…

ANITA Não, eu estou sozinha… Melhor que venha outro dia…

GUSTAVO É que faz um calor terrível… Poderia servir-me um pouco de água?

ANITA Bom, então, entre e sente-se…

GUSTAVO Obrigado. Como você se chama?

ANITA Anita.

GUSTAVO Anita? Lindo nome. (BAJULADOR) E mais linda a moça.

CONTROLE MÚSICA DE TRANSIÇÃO

LUCY Comadre, diga-me, e quando esta mineradora for embora de Tambo Vermelho… o que vai ficar para vocês?

COMADRE Um buraco. Um buraco enorme. E tudo sujo. A água, o ar e a terra contaminada.

VIZINHO Mas, se a coisa é assim, por que aceitaram que viessem estes chineses?

COMADRE Não aceitamos. Ninguém nos perguntou. Ninguém nos consultou. Chegaram com uma autorização do governo e pronto. Trouxeram suas escavadeiras e seus explosivos, e começaram a derrubar as montanhas.

CONTROLE MÚSICA ROMÂNTICA

GUSTAVO Tchau, Anita.

ANITA Tchau, senhor Sartori.

GUSTAVO Pode me chamar de Gustavo. Ou Guto, para os íntimos. E dê lembranças minhas a sua mãe…

ANITA O senhor não vai voltar para visitá-la?

GUSTAVO Melhor visitar a você.

CONTROLE MÚSICA DE TRANSIÇÃO

COMADRE Bom, agora a descansar, que amanhã vocês têm que sair cedinho. Tenho lugar para alojá-los na minha casa e na de um vizinho.

NICANOR E amanhã, dona Lucy, logo que chegarmos em Killaricocha, vamos ao prefeito exigir uma consulta à comunidade. Não queremos que nos embromem como a vocês, de Tambo Vermelho. Isso sim é que não.

CONTROLE MÚSICA DE ENCERRAMENTO

LOCUTOR Uma produção de Radialistas Apaixonadas e Apaixonados e da Fundação Luxemburg.

 

KILLARICOCHA, LA MALDICIÓN DE LA ABUNDANCIA (4)

 

KILLARICOCHA A MALDIÇÃO DA ABUNDÂNCIA (3)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.