MENINAS E MENINOS

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Um menino e uma menina não são dois meninos.

CONTROLSICA EMOTIVA

POETA

Um menino e uma menina não são dois meninos.

Uma menina não é o feminino de um menino.

Uma menina cidando de um menino não é uma mãe.

Um menino que cresce não é um joguete.

Um menino que rouba para comer não é um delinquente.

Um menino preso é uma acusação para nossa pretendida humanidade.

Um revólver de plástico não é um brinquedo, segue sendo um revólver.

Uma menina anoréxica não é uma barbie.

Um menino ou uma menina desnutridos são um grito que não cala nunca. Nunca.

Um menino ou uma menina surrados são nossos sonhos lastimados.

Uma menina que prostituem não é uma prostituta. É uma vítima do abuso sexual. Uma vítima também de nossa indiferença.

Um menino que trabalha não é um trabalhador. É uma vítima do capitalismo.

Um menino que bate numa menina, não é uma surpresa. Repete a antiga história que aprendeu dos pais e avós e bisavós. O maltrato para a mulher é tão antigo como o patriarcado.

BIBLIOGRAFIA
Liliana Daunes, Celebrando a niñas y a niños, Buenos Aires, 2005.

MENINAS E MENINOS

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.