MONTAR UMA RÁDIO (1)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Que equipamentos necessitamos para montar uma rádio? Comecemos com o estúdio.

Há poucos anos, montar uma emissora de rádio passava pela cabeça de muito pouca gente. Os equipamentos eram caros e a impossibilidade de conseguir uma licença desanimava a qualquer um.

Hoje a coisa é mais simples. Muitos países latino-americanos promulgaram leis a favor das rádios comunitárias e é mais fácil conseguir uma permissão de transmissões.

Vejamos, então, quanto dinheiro precisamos para comprar os equipamentos básicos e montar uma rádio.

Comecemos dividindo os equipamentos em dois grupos:

Os de baixa freqüência (estúdios de saída ao ar e produção)

Os de alta freqüência (transmissores, conectores e antenas)

EQUIPAMENTOS DE BAIXA FREQÜÊNCIA

Vejamos os equipamentos necessários para sair ao ar. (Dos de produção já falamos longa e detalhadamente neste radioclip.)

Mesa de som ou mixer

A mesa de som é o elemento central. Com este aparelho mixamos as diferentes fontes de som: microfones, CDs, computador…

É conveniente que tenha, pelo menos, um híbrido telefônico para poder receber ligações no ar.

Algumas opções que você pode considerar são DBA Mix 52, S-500 de Solidyne, One MiX-100 de OMB e a linha Oxygen de AxelTechnology. AEQ e AEV também têm modelos que você pode analisar.

Computador

Revolucionaram o rádio nestes últimos anos, tanto na edição do áudio como na transmissão. Poucas rádios ainda musicalizam a partir de CDs ou toca-discos. Quase todas o fazem por computador.

É recomendável, por isso, contar com um bom equipamento, pelo menos um Pentium 4 com 512 MB de memória RAM. Um disco rígido de grande capacidade (250GB) permitirá guardar uma infinidade de canções em mp3.

É preciso investir em uma boa placa de som. Os modelos Audiophile ou Delta da M-Audio são pagáveis. Também a linha alta da SoundBlaster ou a Mia Midi da EchoAudio. Digigram tem boas placas, mas os custos são maiores.

Software de automatização de rádio

Permitem a programação automática das emissoras. Há uma infinidade programas pagos: Dinesat é um dos mais recomendáveis. Radio 5, Raduga ou Jazzler são outras opções, embora cada vez mais as emissoras estão optando por softwares livres.

Zara Radio é um programa muito completo, em espanhol é simples de usar. Baixe-o grátis de www.zararadio.org

Raditaudio e BP2x são outros dois programas sem custo para automatizar tua rádio.

Microfones

É interessante gastar em bons microfones, sobretudo se é uma emissora em que tem programas ao vivo na maior parte do tempo. Se você tem recursos pode investir em um MD-421 da Sennheiser ou os Shure SM7B.

O Sennheiser E835 ou o SM58 da Shure são as melhores opções na relação qualidade-preço.

Coloque diante de cada microfone um filtro para evitar ruídos causados por soprar nos microfones. (Filter-Pop) Aprenda como fazer um.

¿Quer saber mais sobre microfones?

Fones de ouvido

Servem para que os convidados pela rádio e os próprios locutores se escutem. No mercado há centenas de marcas de todos os preços.

Em algumas rádios com cabine quente (quer dizer, sem separação entre a área de locução e os controles), os locutores têm o mau costume de não usar fones de ouvido. Preferem pôr alto-falantes. A única coisa que conseguem é microfonia. O som que sai pelo alto-falante volta a entrar pelo microfone e surge um incômodo zumbido. Use fones de ouvido!


Equipamento de monitoramento

Em uma rádio é necessário escutar a emissão que realmente está saindo ao ar. Se monitorar só o sinal que sai da mesa de som, pode ser que o transmissor não esteja funcionando e você nem fica sabendo.

Você pode comprar um pequeno rádio, dos que temos em casa, e sintonizá-lo em nossa freqüência. Há equipamentos sintonizadores, mas são um pouco mais caros e, além disso, tem que ter alto-falante para conectá-los.

Alto-falantes (monitores, caixas de som)

Tem que ter alguns na cabine de controle. Há alguns que já vêm amplificados e você não precisa comprar nenhum equipamento extra. Os BX5a da M-Audio são uma excelente opção.

Outros equipamentos de áudio

Os computadores reduziram o uso de outros equipamentos que antes eram imprescindíveis em uma rádio, como por exemplo:

Leitores de discos compactos CD
Como a música é guardada diretamente no computador estão em desuso. Pois coloque um leitor de CD no computador e economize dinheiro.

Fitas K7
São úteis se os repórteres ainda usam gravadores antigos de fita K7. Agora é mais útil comprar gravadores digitais.

Magnetofone de fita aberta (reel)
São peças de museu, sobram muito poucos e as rádios que ainda os têm não os usam mais. Já não compensa investir nesses equipamentos.

Toca-discos (vitrolas)
Para os nostálgicos que gostam do som do vinil. É mais conveniente tê-los no estúdio de produção para recuperar os velhos discos.

Processadores de áudio
Embora seja um equipamento caro, marca a diferença entre uma rádio e outra. Essa “pegada”, esse som “mais profissional” que algumas emissoras conseguem o produzem com um processador.

Antes de enviar o sinal ao transmissor, o áudio passa por este equipamento que o equaliza e comprime. A diferença é notável. Orban e Omnia dominam o mercado. Aqui tem uma lista com alguns outros.

Na hora de comprar, há empresas que vendem kits com todos os equipamentos. Pode ser mais barato que adquiri-los separadamente, mas isso varia muito de um país para outro.

O passo seguinte é acondicionar bem a cabine. Mas isso contamos no próximo radioclip.

MONTAR UMA RÁDIO (1)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.