MONTAR UMA RÁDIO (1)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Que equipamentos necessitamos para montar uma rádio? Comecemos com o estúdio.

Há poucos anos, montar uma emissora de rádio passava pela cabeça de muito pouca gente. Os equipamentos eram caros e a impossibilidade de conseguir uma licença desanimava a qualquer um.

Hoje a coisa é mais simples. Muitos países latino-americanos promulgaram leis a favor das rádios comunitárias e é mais fácil conseguir uma permissão de transmissões.

Vejamos, então, quanto dinheiro precisamos para comprar os equipamentos básicos e montar uma rádio.

Comecemos dividindo os equipamentos em dois grupos:

Os de baixa freqüência (estúdios de saída ao ar e produção)

Os de alta freqüência (transmissores, conectores e antenas)

EQUIPAMENTOS DE BAIXA FREQÜÊNCIA

Vejamos os equipamentos necessários para sair ao ar. (Dos de produção já falamos longa e detalhadamente neste radioclip.)

Mesa de som ou mixer

A mesa de som é o elemento central. Com este aparelho mixamos as diferentes fontes de som: microfones, CDs, computador…

É conveniente que tenha, pelo menos, um híbrido telefônico para poder receber ligações no ar.

Algumas opções que você pode considerar são DBA Mix 52, S-500 de Solidyne, One MiX-100 de OMB e a linha Oxygen de AxelTechnology. AEQ e AEV também têm modelos que você pode analisar.

Computador

Revolucionaram o rádio nestes últimos anos, tanto na edição do áudio como na transmissão. Poucas rádios ainda musicalizam a partir de CDs ou toca-discos. Quase todas o fazem por computador.

É recomendável, por isso, contar com um bom equipamento, pelo menos um Pentium 4 com 512 MB de memória RAM. Um disco rígido de grande capacidade (250GB) permitirá guardar uma infinidade de canções em mp3.

É preciso investir em uma boa placa de som. Os modelos Audiophile ou Delta da M-Audio são pagáveis. Também a linha alta da SoundBlaster ou a Mia Midi da EchoAudio. Digigram tem boas placas, mas os custos são maiores.

Software de automatização de rádio

Permitem a programação automática das emissoras. Há uma infinidade programas pagos: Dinesat é um dos mais recomendáveis. Radio 5, Raduga ou Jazzler são outras opções, embora cada vez mais as emissoras estão optando por softwares livres.

Zara Radio é um programa muito completo, em espanhol é simples de usar. Baixe-o grátis de www.zararadio.org

Raditaudio e BP2x são outros dois programas sem custo para automatizar tua rádio.

Microfones

É interessante gastar em bons microfones, sobretudo se é uma emissora em que tem programas ao vivo na maior parte do tempo. Se você tem recursos pode investir em um MD-421 da Sennheiser ou os Shure SM7B.

O Sennheiser E835 ou o SM58 da Shure são as melhores opções na relação qualidade-preço.

Coloque diante de cada microfone um filtro para evitar ruídos causados por soprar nos microfones. (Filter-Pop) Aprenda como fazer um.

¿Quer saber mais sobre microfones?

Fones de ouvido

Servem para que os convidados pela rádio e os próprios locutores se escutem. No mercado há centenas de marcas de todos os preços.

Em algumas rádios com cabine quente (quer dizer, sem separação entre a área de locução e os controles), os locutores têm o mau costume de não usar fones de ouvido. Preferem pôr alto-falantes. A única coisa que conseguem é microfonia. O som que sai pelo alto-falante volta a entrar pelo microfone e surge um incômodo zumbido. Use fones de ouvido!


Equipamento de monitoramento

Em uma rádio é necessário escutar a emissão que realmente está saindo ao ar. Se monitorar só o sinal que sai da mesa de som, pode ser que o transmissor não esteja funcionando e você nem fica sabendo.

Você pode comprar um pequeno rádio, dos que temos em casa, e sintonizá-lo em nossa freqüência. Há equipamentos sintonizadores, mas são um pouco mais caros e, além disso, tem que ter alto-falante para conectá-los.

Alto-falantes (monitores, caixas de som)

Tem que ter alguns na cabine de controle. Há alguns que já vêm amplificados e você não precisa comprar nenhum equipamento extra. Os BX5a da M-Audio são uma excelente opção.

Outros equipamentos de áudio

Os computadores reduziram o uso de outros equipamentos que antes eram imprescindíveis em uma rádio, como por exemplo:

Leitores de discos compactos CD
Como a música é guardada diretamente no computador estão em desuso. Pois coloque um leitor de CD no computador e economize dinheiro.

Fitas K7
São úteis se os repórteres ainda usam gravadores antigos de fita K7. Agora é mais útil comprar gravadores digitais.

Magnetofone de fita aberta (reel)
São peças de museu, sobram muito poucos e as rádios que ainda os têm não os usam mais. Já não compensa investir nesses equipamentos.

Toca-discos (vitrolas)
Para os nostálgicos que gostam do som do vinil. É mais conveniente tê-los no estúdio de produção para recuperar os velhos discos.

Processadores de áudio
Embora seja um equipamento caro, marca a diferença entre uma rádio e outra. Essa “pegada”, esse som “mais profissional” que algumas emissoras conseguem o produzem com um processador.

Antes de enviar o sinal ao transmissor, o áudio passa por este equipamento que o equaliza e comprime. A diferença é notável. Orban e Omnia dominam o mercado. Aqui tem uma lista com alguns outros.

Na hora de comprar, há empresas que vendem kits com todos os equipamentos. Pode ser mais barato que adquiri-los separadamente, mas isso varia muito de um país para outro.

O passo seguinte é acondicionar bem a cabine. Mas isso contamos no próximo radioclip.

MONTAR UMA RÁDIO (1)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.