MONTAR UMA RÁDIO (2)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Equipamentos para montar uma rádio. Preparando a acústica do estúdio.

Ainda existem algumas cabines de rádio com as paredes e o teto repletos de cartelas de ovos. Ao entrar, você não sabe exatamente se está em uma granja ou em uma cabine de rádio.

O operador sempre dizia que isso “melhorava a acústica”. Como se a acústica fosse coisa de muitos ovos!

Embora artesanal, o método tem seu sentido, como veremos mais adiante, já que antes de melhorar o som, devemos prevenir para que os ruídos de fora não entrem.

ISOLAMENTO ACÚSTICO

O primeiro passo na hora de preparar a cabine. O objetivo é impedir que os ruídos exteriores entrem no locutório ou na cabine de gravação.

Para isso é conveniente que não exista nenhuma janela que dê para rua. Quando não tem jeito, devemos isolar com vidro duplo e silicone nas frestas ou juntas.

As paredes ou o teto que dão para outras salas onde geralmente há ruídos devem ser isoladas. Pode-se criar uma parede dupla o um tabique falso com madeira ou gesso, e colocar lã de vidro dentro.

Se tiver que usar ar-condicionado por causa do calor, procure colocar na saída do equipamento um condutor “pescoço de cisne para diminuir o ruído.

Já existem pequenos aparelhos com uma unidade interior chamada split que é colocada na sala. O outro equipamento, o ruidoso, é colocado do lado de fora, tornando o ambiente confortável e sem ruídos.

A porta costuma ser outro problema nas cabines. Devem ser grossas. Um bom truque é recheá-las com espuma. Areia também funciona só que as tornam mais pesadas. Você pode optar por colocar uma porta dupla ou borracha para selar as juntas.

ACÚSTICA

O som produz uma série de ondas que rebatem de um lado para o outro e que devemos evitar. Se dermos uma forte palmada no estúdio e retumbar em toda a sala como um eco seco, mas desagradável, então temos um problema.

É preciso eliminar estas ondas refletidas. Esta era a utilidade das cartelas de ovos (embora sempre acabassem transformando-se em um criadouro de baratas).

Hoje em dia é melhor optar por espumas que sejam pouco porosas para que tenham uma boa absorção do som. Há marcas comerciais como Sonex ou Auralex que vendem estas placas com a grossura e densidade adequadas para cada ambiente. Costumam ser caras para a maioria dos bolsos.

Nas lojas de colchões podemos encontrar espumas similares, inclusive com a mesma forma, que solucionam igualmente o problema a um preço mais acessível.

Outro fator a ser cuidado é o chamado paralelismo entre o teto e o solo. Se as ondas não encontram algo que as freie podem ficar indefinidamente rebatendo de cima para baixo. O mesmo acontece entre uma parede e outra.

Para solucionar isso, coloque as espumas nas paredes e algumas no teto. No chão é conveniente pôr um tapete.

Por último, coloque espumas nas quinas da sala, não é bom que fiquem esses ângulos de 90 graus nos cantos.

Com estas espumas secará a sala, isto é, conseguirá um típico som de locução, um pouco frio, artificial. O inconveniente aparece na hora de gravar dramatizações, já que uma cena de rua nunca soará como se fosse real.

Por isso, se a sala é grande, deixe uma zona com menos espumas nas paredes para a gravação de cenas mais vivas, que simulam estar no exterior.

Cuidando destes detalhes conseguirás melhorar consideravelmente o som de tua sala e com pouco dinheiro.

Agora, para a transmissão… mas isso, no próximo rádioclip.

MONTAR UMA RÁDIO (2)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.