NÃO QUEREMOS SOPA!

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Com a desculpa de proteger a Propriedade Intelectual, o Governo gringo põe em perigo a liberdade na Internet.

Queremos compartilhar contigo esta caricatura. A encontramos na Internet e gostamos muito dela. Descreve perfeitamente a importância que em nossos dias tem a Internet e a ameaça de querer controlar a Rede de Redes.

Para colocá-la em nossa página devemos citar os créditos: “Patrick Chappatte, The International Herald Tribune”. http://www.caglecartoons.com.

Parece que a podemos usar sem problema se não fazemos um uso comercial, como é o caso. Mas isto poderia mudar se o Congresso dos Estados Unidos aprovar a chamada Lei “SOPA”.

Acontece que o governo norte-americano pensa ser o amo e senhor da Internet. Já dominam a ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers), uma organização “público-privada sem fins lucrativos” que, casualmente, tem sede nos Estados Unidos é quem controla a maioria dos domínios web (.org .com .net) que existem no planeta.

Agora querem castigar os que, segundo eles, infringem as leis de Propriedade Intelectual.

Se se aprovar a lei SOPA (Stop Online Piracy Act), a página dona da caricatura poderia denunciar-nos se acharem que violentamos a propriedade intelectual do autor da mesma. Mesmo que nossa página web não esteja alojada nos Estados Unidos, poderiam fechar nosso domínio, isto é, o nome da nossa web, de tal forma que ninguém acessaria.

Poder-se-ia argumentar que a caricatura está protegida com copyrigth. Para não entrar agora nesse debate, analisemos outro caso. Se você gravar um vídeo de teu último aniversário com toda a família cantando o “Parabéns pra você” e o colocar no YouTube ou na Vimeo.

Acontece que essa canção, como quase todas, tem copyrigth. As associações discográficas notificam o Youtube e este teria que apagar o vídeo em 5 dias. Para isso não é preciso ordem judicial nem nada semelhante. Se não apagar o vídeo, o Provedor de Internet se verá obrigado a fechar o YouTube e dar baixa nos serviços associados de pagamento ou publicidade online e que os buscadores eliminem esse site de seus resultados.

O perigo não termina aí porque a SOPA pode empreender ações contra os “delinquentes indiretos”. Suponhamos que você tem um blog e alguém deixa um comentário com um link a esse vídeo. Poderiam te notificar para que o tire ou que o feche.

Inclusive, se enviar um correio a uma prima com esse link ou qualquer que “possa ter indícios de violar o copyright” teu provedor de email poderia fechar tua conta sem necessidade de que um juiz o ordene.

Mas, por que uma lei como esta? Por que esta proteção até a morte dos Direitos de Autor? São tão perigosos estes novos “piratas”?

Acontece que as associações mafiosas que agrupam discografias, editoras e distribuidoras de cinema estão assustadas. Estas intermediárias que controlaram músicos e cineastas estão perdendo o controle sobre eles e os enormes lucros que tinham. Cada vez mais, os grupos musicais e escritores estão procurando alternativas para distribuir suas obras culturais. A Internet está lhes ajudando.

Hoje é mais simples que nunca compartilhar através da Red. E compartilhar não é crime. Em um clip anterior sobre Taringa explicávamos porque. Se compro um livro de papel e o empresto não é delito, mas se o compro em digital e o disponibilizo em uma web para compartilhá-lo com muitas amigas e amigos que tenho pelo mundo podem levar-nos presos.

Isso não parece incomodar aos escritores. Aos grupos musicais que veem como esta nova forma de distribuição musical lhes permite atingir a um público maior e lotarem seus shows, que é onde realmente ganham, também não.

Eles não fazem lobby no Congresso, mas sim a RIIA (discográficas) e MPAA (cinematográficas) que investiram quase um bilhão de dólares para “convencer” aos congressistas norte-americanos de como é conveniente tomar esta SOPA.

Mas a proteção dos Direitos de Autor não parece ser a maior preocupação do Governo dos Estados Unidos. A informação é hoje mais valiosa que o petróleo ou as matérias-primas. As ações de empresas relacionadas com a Web valem mais que as que fabricam carros ou extraem “ouro negro”. Por isso, é fundamental controlar a principal ferramenta que neste século permite acessar a ela: Internet.

A desculpa é que somos piratas. Que compartilhar livros e música empobrece os autores e autoras. Que por compartilhar cultura somos ladras e malfeitores. A realidade é que querem impor uma nova forma de censura na Rede.

Essa mesma Rede é a que nos pode salvar de comer esta amarga e insípida SOPA. As Redes Sociais e a Web nos servem para estar em contato com nossas amizades e carregar as fotos das últimas férias, mas também para mobilizar-nos, para levantar a voz e que não nos calem.

Porque se calam a Internet, nos calam a todas, nos censuram a todos.

 

MAIS SOBRE A LEI SOPA:

Não deixe de ler esta interessante infografia do Direito de Ler com Mafalda como protagonista: http://www.derechoaleer.org/2011/11/infografia-otra-vez-sopa.html

E este artigo da Nação na Rede:

http://www.nacionred.com/censura/de-e-parasites-a-sopa-o-como-pasar-de-lo-peor-a-lo-horrible

NÃO QUEREMOS SOPA!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.