O CINISMO DO CANADÁ

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Permitem fora o que proíbem dentro.

CONTROLE MÚSICA DE MISTÉRIO

SHERLOCK Olá. Aqui estou novamente. Sou o famoso detetive Sherlock Holmes.

WATSON E eu sou Watson, inseparável ajudante de Sherlock.

SHERLOCK Watson, hoje temos entre as mãos um caso estranho, um mistério de dupla moral, um exemplo da mais refinada hipocrisia.

WATSON Não sei a que te refere, Sherlock, mas conte-me. Sou todo ouvidos.

SHERLOCK Watson, o que você diria de um pai de família que vende balas na sua loja… mas proibe os filhos de comer essas balas?

WATSON A ver, a ver… Vende balas para fora e proíbe de comê-las em casa… Pois eu diria que essas balas têm alguma tramoia… talvez estejam estragada…

SHERLOCK Estragadas, envenenadas…

WATSON Mas não sei até onde você quer chegar, Sherlock.

SHERLOCK Quero chegar até o Canadá. Esse país tão desenvolvido, tão lindo… e com um governo tão cínico.

WATSON Não entendo, Sherlock. Qual é o problema com as balas canadenses?

SHERLOCK Com as balas, nada. Com as minas. Com as minas de ouro, de prata… Com as minas a céu aberto das empresas canadenses.

WATSON Continuo sem entender o mistério…

SHERLOCK O mistério, Watson, é que o Canadá, o país líder deste tipo de minas no mundo, as proibiu em seu território. Por isso os chamei de cínicos. Um governo cínico que proíbe em casa o que permite mundo afora.

WATSON Até onde eu sei, estas minas dinamitam montanhas inteiras.

SHERLOCK Empregam cianureto, mercúrio e não sei mais quantas porcarias.

WATSON Sujam os rios, as lagoas, até a água do subsolo.

SHERLOCK Adoecem a população, os animais.

WATSON Corrompem governos.

SHERLOCK Minas a céu aberto que melhor se chamariam a inferno aberto, porque tornaram-se um pesadelo em toda América Latina.

WATSON Mas o governo canadense não sabe disso?

SHERLOCK Claro que sabe. Sabe, mas mente. Seus técnicos dizem que usam uma tecnologia avançadíssima, com a máxima segurança… Hipócritas. Eles sabem de sobra que a mineração a céu aberto é terrivelmente poluente.

WATSON E quais são essas empresas, Sherlock, podemos saber?

SHERLOCK A Barrick Gold Corporation, a GoldGroup, a Yamagold… Lá, na bolsa de valores de Toronto, fazem os negócios sujos. E o governo canadense permite que metam os lucros em paraísos fiscais e não paguem impostos.

WATSON A coisa está claríssima, Sherlock. Se essas minas a céu aberto fossem tão inocentes, se produzissem tanto desenvolvimento e bem-estar… por que as proíbem dentro do Canadá? Que bonito, hein?

SHERLOCK E não só no Canadá. Essa mineradora foi proibida na Turquia, na Austrália, na Alemanha, em não sei quantos estados dos Estados Unidos. Há um par de anos, a União Europeia proibiu a extração de minerais usando cianureto: proibição total para proteger o ambiente e a saúde.

WATSON E na América Latina, Sherlock?

SHERLOCK Costa Rica. Só Costa Rica proibiu essa desgraça. Os outros países estão felizes com as transnacionais canadenses saqueando a riqueza de nossas terras. Alguns se chamam socialistas do século 21, mas estão comportando-se como os colonialistas do século 16.

WATSON Mas dizem que essas empresas dão muito emprego para as pessoas da região…

SHERLOCK Puras mentiras. No Peru, a mineração é a atividade que gera menos emprego: não chega a 2 por cento. A agricultura, 33 por cento. Os serviços, 26. E a mineração, um ridículo 2 por cento. O mesmo acontece na Argentina. Lá os empregos da mineração não chegam nem a um por cento.

WATSON Dizem que não temos outros recursos, que somos mendigos sobre um banco de ouro e temos que aproveitar…

SHERLOCK E os que se aproveitam são os de fora. Essa história de que não temos outros recursos já estamos ouvindo há 500 anos.

WATSON Ou seja que eles, uns espertos.

SHERLOCK E nós, uns bobos.

WATSON Uns bobos comendo balas envenenadas.

SHERLOCK Elementar, meu caro Watson.

O CINISMO DO CANADÁ

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.