O QUE É A COMUNICAÇÃO?

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Algumas pistas para compreender melhor o trabalho de comunicadores e comunicadoras…

Não estamos procurando uma definição de “comunicação”, mas sim, clarear algumas ideias básicas sobre o trabalho que fazemos e no que colocamos toda nossa paixão.

O que é a “comunicação”, para que serve, qual é seu segredo?

Uma vez, na Nicarágua, ouvimos dizer dos chefes de propaganda da então Frente Sandinista:

— A comunicação é estratégica para a luta ideológica, ela permite abrandar as posições do inimigo.

Posições do inimigo? Para estes chefes, os microfones eram canhões que disparavam ideias. E estas ideias quebravam as ideias contrárias que o público tinha. Triste confusão de planos. Porque no terreno militar se “vence”. Mas no terreno das ideias se “convence”.

No entanto, na Venezuela, recordando uma frase de Bolívar dita em outro contexto, se fala da comunicação como “artilharia do pensamento”. E algumas rádios bolivarianas se definem como trincheiras e seus radialistas como soldados aguerridos.

Não somos ingênuos. É claro que as rádios que defendem os interesses do grande capital, as rádios vendidas ao sistema neoliberal, nos “bombardeiam” diariamente com notícias que desinformam, com programas lixo, com mentiras. Fazem terrorismo midiático. Mas nós não podemos nem queremos jogar esse mesmo jogo, muito pelo contrário. Por ética.

Menos agressivamente, às vezes ouvimos esta definição:

— A comunicação é uma ferramenta fundamental para os movimentos sociais.

A frase pode ter sentido, se se explica bem. Mas é perigosa. Porque se falamos de “ferramenta” estamos pensando em uma só via. O martelo bate o prego e o locutor se dirige a seus ouvintes com a mesma força de persuasão. Mantemos, então, o modelo de comunicação vertical (emissor-receptor) que os norte-americanos puseram na moda.

Talvez, de tanto falar de “meios de comunicação”, chegamos a pensar na “comunicação como um meio”. Mas a comunicação não é o meio mas o fim.

“Comunicação” significa união, comunhão. Não pode haver uma comunicação sozinho. Para comunicar-nos temos que ser dois. E muito mais que dois.

Também não pode haver comunicação verdadeira se é vertical ou de uma via. Isso é propaganda, doutrinação, domesticação.

A comunicação é de ida e volta, bidirecional, multidirecional. A comunicação é diálogo, intercâmbio de ideias, aprendizagem mútua, mediação entre cidadania e autoridades, construção coletiva de saberes e sentidos.

E a rádio? A palavra “radiodifusão” se torna suspeita porque “difundir” é despachar algo sem esperar retorno. Não se dirige a pessoas mas a orelhas.

Comunicar através de uma rádio é algo muito diferente. É criar um espaço de liberdade onde todas as vozes são ouvidas. Onde as pessoas comuns possam participar. Onde o debate de ideias se torne uma prática cotidiana. Onde a opinião contrária é respeitada. Onde, o dia-a-dia, através dessa palavra pública e compartilhada, vai construindo uma sociedade mais democrática.

Comunicação e Democracia são irmãs gêmeas.

COMO VOCÊ DEFINIRIA A “COMUNICAÇÃO”?… ESCREVANOS!

O QUE É A COMUNICAÇÃO?

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.