VIDA QUE TE QUEREMOS TANTO

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Não podemos controlar os fenômenos naturais, mas podemos reduzir o risco de um desastre.

Os fenômenos naturais são inevitáveis. Não podemos controlar a natureza. Sobretudo, quando muitos deles são originados por mudanças climáticas que nós seres humanos provocamos com a emissão de gases, o desmatamento ou o desperdício de água.

Mas podemos estar preparados. A prevenção é a melhor receita para prevenir os riscos de desastre.

As rádios também jogam um importante papel e podem contribuir para a redução do risco. Como?

Em primeiro lugar, incluindo este tema em suas programações diárias, não só quando se aproxima a época de chuva ou furacões. A prevenção é uma tarefa do ano inteiro.

Em segundo lugar, transmitindo radionovelas que nos ensinem, de forma divertida, como conseguir que nossas comunidades sejam seguras.

“Vida que te queremos tanto” é uma dessas radionovelas. A terceira, depois de “Replica no coração” e “Tempo de furacões”, produzidas em conjunto pela Federação Internacional de Sociedades da Cruz Vermelha e Meia Lua Vermelha e da Estratégia Internacional para a Redução de Desastres das Nações Unidas (UNISDR), com a colaboração da Área de Prevenção de Crises e Recuperação, do Centro Regional para América Latina e Caribe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Organização Pan-americana da Saúde (OPS/OMS), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Ajuda em Ação e o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos, (ONU/HÁBITAT).

A radionovela é composta por quatro histórias: Quando o rio soa, O que bem se aprende, Curar-se na saúde, Quem semeia ventos. Nelas, Esteban, um apaixonado jovem defensor das rádios comunitárias, indaga buscando respostas sobre como prevenir melhor os desastres em sua comunidade.

Aventuras, amores e trabalho comunitário nesta série que você pode descargar da web do EIRD ou da Radioteca, onde também encontrará as duas séries anteriores.

Vamos prevenir!

VIDA QUE TE QUEREMOS TANTO

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.