ZULMIRA, UM PAI INCESTUOSO

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Quando era criança meu pai abusava de mim. Eu nunca contei nada para ninguém. E tu, que farias em meu lugar?

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

EFEITO AMBIENTE CAMPO, RISOS DE CRIANÇAS

ZULMIRA Eu era feliz quando íamos ao campo. Brincava com minhas primas, brigava com meus primos, me deliciava com os doces da vovó. Até que um dia…

CONTROLE MÚSICA TENSÃO

PAI (REVER) Zuzu… vem, filhinha. Quer conhecer um lugar maravilhoso? Vamos, você vai adorar…

CONTROLE RÁFAGA TENSÃO

ZULMIRA Mal tinha completado sete anos quando comecei a viver esse horror. Não entendia o que estava acontecendo e eu, claro que amava meu pai.

EFEITO AMBIENTE CAMPO

PAI (REVER) Este é nosso lugar secreto. A caverna do tesouro.

CONTROLE RÁFAGA TENSÃO

ZULMIRA Obrigou-me a tocá-lo, a beijar suas partes íntimas. Também me tocava e eu chorava, tinha medo…

EFEITO CHORO DE MENINA

PAI (REVER) Não chore, eu te amo muito. Isso sim, não conte para ninguém. E muito menos para tua mãe, que pode te castigar.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ZULMIRA Sentia-me triste e já não queria ir ao campo. Esse lugar maravilhoso ao que me levava meu pai, era para mim a caverna do terror. (PAUSA) Assim se passaram os anos… e já não eram só carícias. Meu pai abusava de mim em nossa casa da cidade.

EFEITO PASOS E PORTA QUE SE ABRE SUAVEMENTE.

PAI (REVER) Shhh! Silêncio… quieta… Zuzu… meu amorzinho…

EFEITO CHORO DE ADOLESCENTE

ZULMIRA Eu nunca contei para ninguém. Nem a minha mãe que parecia viver em outro mundo, que não percebia nada do que acontecia em casa. Meu pai, pelo contrário, me enchia de atenções.

PAI (REVER) Filhinha, olha, comprei um vestido e estes sapatos.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

ZULMIRA Cresci tímida e envergonhada. Por que meu pai me fazia estas coisas? Eu o odiava e só queria ir embora de casa. Apenas terminei o colégio e me casei.

CONTROLE MARCHA NUPCIAL

ZULMIRA Meu marido e eu fomos viver em outra cidade longe do meu pai, longe de seus abusos.

EFEITO CHORO DE BEBÊ

ZULMIRA Aí nasceram minhas duas filhas. Eu nunca voltei a visitar a meus pais. Nossa relação era muito distante, um feliz natal pelo telefone, um cartão de aniversário, nada mais. Meu marido achava estranho esse desamor com a minha família…

MARIDO Não entendo, Zulmira, você é estranha. Parece que não quer saber nada de tua família sendo filha única. É como se as meninas não tivessem avô e avó.

ZULMIRA Não se preocupe, logo chegará o momento.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

ZULMIRA E chegou o momento.

EFEITO LIGAÇÃO TELEFÔNICA

HOMEM (FILTRO) A senhora Zulmira se encontra?

ZULMIRA Sim, é ela.

HOMEM (FILTRO) Sua mãe faleceu, senhora. Seu pai me encarregou de avisar-lhe e dizer-lhe que venha vê-lo.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ZULMIRA Fiquei paralisada. Minha mãe morta! Senti muito por ela, por sua vida ao lado do desgraçado do meu pai. Que descanse em paz.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

EFEITO AVIÃO

ZULMIRA Quando cheguei à antiga casa, de golpe vieram a minha mente todas as recordações horríveis de minha infância. Lá estava ele.

PAI Filha, Zulmira.

ZULMIRA Meu pai estava velho, desalinhado… Abraçou-me e eu senti que todo meu corpo se eriçava de nojo. Fui diretamente velar a minha mãe.

EFEITO MURMÚRIOS, ORAÇÕES

CONTROLE MÚSICA FUNERÁRIA

ZULMIRA Depois do funeral, fiquei a sós com meu pai.

PAI Zulmira, não tenho para onde ir. Leve-me para tua casa.

ZULMIRA Não, não posso.

PAI Por favor, filha. Estou velho e não posso trabalhar. Olhe como estou. Deixa eu morar contigo, Zuzu.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

ZULMIRA Sinto raiva, pena, ódio, por este homem acabado que me pede para levá-lo comigo. O pior é que não posso falar com meu marido de tudo o que aconteceu. Não entenderia por que calei, não posso saber como reagirá. Não sei o que fazer. Não sei… E você, o que faria em meu lugar?

CONTROLE MÚSICA DE SUSPENSE

*PRIMEIRA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Primeira solução…

PAI Zulmira, não tenho para onde ir. Leve-me para tua casa.

ZULMIRA Não, não posso.

PAI Por favor, filha. Deixe-me viver contigo.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

ZULMIRA Olhei meu pai de frente. Era a primeira vez na minha vida que o fazia. Quando era criança não tinha coragem, tinha medo dele. Ele baixou a vista. Estava acabado e seus últimos anos dependiam do que eu decidisse. Então, recordei da caverna do horror.

CONTROLE RÁFAGA MUSICAL DE TEMPO

ZULMIRA (CRIANÇA) (REVER) Não, não… não quero.

ZULMIRA (SEM REVER AS PALAVRAS SE MISTURAM) Não, não… não quero.

CONTROLE RÁFAGA MUSICAL DRAMÁTICA (FUGA)

EFEITO CORRE, CARROS

ZULMIRA Táxi… Táxi… (CHORO)

ZULMIRA Deixei meu pai no velório e saí desesperada para o hotel. Queria fugir dessas lembranças que ainda me faziam sofrer.

EFEITO AVENIDA, CHORO LEVE

CONTROLE MÚSICA TRISTE

ZULMIRA Esperei acalmar-me um pouco antes de ligar para o meu marido.

EFEITO LIGAÇÃO TELEFÔNICA

ZULMIRA Alô? É você?

MARIDO (FILTRO) Zulmira, como foi? E teu pai?

ZULMIRA Quer viver conosco.

MARIDO (FILTRO) Beleza.

ZULMIRA Acontece que…

MARIDO (FILTRO) Temos duas filhas, Zulmira. Serão felizes com o avô.

EFEITO DESLIGA O TELEFONE

CONTROLE MÚSICA NOSTÁLGICA

ZULMIRA Não tive coragem de contar a verdade ao meu marido. Naquela noite me sentia só. Queria gritar para desafogar essa dor guardada durante tanto tempo. (PAUSA) Vi o dia amanhecer e saí a caminhar. Respirar um pouco de ar fresco.

CONTROLE MÚSICA NOSTÁLGICA

ZULMIRA Finalmente de manhã fui buscá-lo em sua casa.

EFEITO AMBIENTE CASA

ZULMIRA Temos que conversar, pai.

PAI Vai me levar para tua casa, Zulmira?

ZULMIRA Falei com os olhos fechados, com fúria, com raiva. Recordei a ele de seus abusos quando eu era criança, como desgraçou minha infância, minha adolescência, minha vida. Era a primeira vez que me atrevia a falar. Meu pai escutava de cabeça baixa, umas lágrimas caíram de seus olhos…

PAI Perdoe-me, filha. A vida já me castigou o suficiente.

ZULMIRA Nenhum castigo é suficiente para ti. Escute. Não quero que vivas conosco.

PAI (CHORA) Perdão.

ZULMIRA Não, não posso perdoar-te, nem ver-te, nem ouvir-te. Você é um pesadelo para mim.

PAI (CHORA)

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

ZULMIRA Não me comoveu, não me interessava o que acontecesse dali por diante. Saí de sua casa sem voltar a olhá-lo. Dessa vez era para sempre.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por
Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

*SEGUNDA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

PAI Zulmira, não tenho para onde ir. Leve-me para tua casa.

ZULMIRA Não, não posso.

PAI Por favor, filha. Deixe-me viver contigo.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

ZULMIRA O encarei detidamente. Meu pai, o da caverna do horror, era um homem acabado. Nada nesse velho de cara triste indicava o quão desprezível que tinha sido comigo.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

ZULMIRA Até amanhã, pai. Vou descansar um pouco.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

EFEITO AVENIDA

ZULMIRA Fui caminhando pelas ruas da cidade. Caminhando e recordando.

PAI (REVER) Filhinha, olha, comprei um vestido e estes sapatos.

ZULMIRA Eu o odiava. Mas minha mãe sempre estava ausente e ele era o único que se ocupava de mim. Molestava-me, mas estava ali.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

ZULMIRA Deixei passar uns dias. Tinha que estar segura do que ia fazer. Será bom contar ao meu marido meu drama de infância? Será melhor esquecer tudo e receber o meu pai? De qualquer modo, tenha que dar-lhe uma resposta.

EFEITO AMBIENTE CASA

ZULMIRA Temos que falar, pai.

PAI Vai me levar para tua casa, Zulmira?

ZULMIRA Espere um pouco. Temos que conversar.

PAI Como quiser, filha.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

ZULMIRA Falei com muita dor. Recordei-lhe o dano que me fez, como tive que fugir de seus abusos. Conforme ia falando sentia que minha alma se libertava, que o sucedido ia se afastando e já não me fazia sofrer tanto. Meu pai chorava em silêncio.

PAI Eu também sofri bastante.

ZULMIRA Nunca como eu. Mas já passou. Tive sorte, sabe? Tenho um marido que me ama e filhas adoráveis. É mais do que esperava da vida.

PAI Perdoe-me, filha.

ZULMIRA Não sei se algum dia poderei fazê-lo. Você me dá pena, pai.

PAI Perdoe-me.

ZULMIRA Vou te levar comigo, sim. Mas digo bem claro. Se tentar aproximar-se, tocar em uma das minhas filhas, te meto na cadeia.

PAI Não, não.

ZULMIRA Eu não sou como minha mãe, entende? Se tiver que agüentá-lo em minha casa, que seja bem longe das minhas filhas.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

ZULMIRA Já em casa, falei com as meninas. Como são pequenas tive que inventar uma mentira. Que o avô tinha uma doença muito contagiosa. Que não podiam receber nada dele, nem sequer um abraço. Não podia dizer-lhes a verdade. As meninas me olharam sem entender nada.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por
Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

*TERCEIRA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Terceira solução…

PAI Zulmira, não tenho para onde ir. Leve-me para tua casa.

ZULMIRA Não, não posso.

PAI Por favor, filha. Deixe-me viver contigo.

CONTROLE RÁFAGA MÚSICA DRAMÁTICA

ZULMIRA O encarei longamente. Parecia incrível que esse homem velho, acabado, foi o mesmo que abusava de mim quando eu era criança.

PAI (REVER) Shhh! Silêncio… quieta… Zuzu… meu amorzinho…

ZULMIRA Um calafrio subiu pela minha espinha. Agora, meu pai estava pedindo algo superior a minhas forças. Mas, como se atreve? Sai sem dizer-lhe uma palavra. Senti que me afogava a seu lado. Suas pouquíssimas amizades me detiveram na saída do velório.

HOMEM Zulmira, tem que cuidar do teu pai. Ele já está muito velho.

MULHER (REVER) Pobrezinho. Tão só sem tua mãe.

ZULMIRA Por favor, deixe-me ir. Adeus.

CONTROLE RÁFAGA MUSICAL

ZULMIRA Sai quase correndo daquele lugar. Claro, essa gente não sabia quem era meu pai. Que problema tão grande! Eu que nunca quis voltar a vê-lo, nem saber nada dele. E agora, rogando-me para que o leve para viver conosco, com minha família… com minhas filhas! Vou ligar para o meu marido.

EFEITO LIGAÇÃO TELEFÔNICA

ZULMIRA (FILTRO) Temos que conversar pessoalmente, meu amor. Por favor, venha para cá. Preciso de você.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

ZULMIRA Meu marido chegou no dia seguinte. Contei tudo para ele.

MARIDO Mas… o que está dizendo? E só agora me conta?

ZULMIRA Ele não podia acreditar e ficou muito bravo.

MARIDO Vamos embora, Zulmira. Não quero que esse monstro pise em nossa casa. Esqueça-o. Não tens nenhuma obrigação.

ZULMIRA Não posso. Embora o odeie, é meu pai e está só no mundo.

CONTROLE MÚSICA TENSA

EFEITO AMBIENTE DE CIUDADE

ZULMIRA Percorremos toda a cidade. Procuramos aqui e ali. Enfim, encontramos um asilo público.

CONTROLE MÚSICA TENSA

ZULMIRA Na manhã seguinte, fomos buscá-lo. Contamos para ele sem dar oportunidade para responder-nos.

CONTROLE RÁFAGA MUSICAL DRAMÁTICA

ZULMIRA Meu pai me olhou sem dizer nada. Pôs suas coisas numa maleta e foi com meu marido a seu novo destino. (SUSPIRA) Eu fiquei tranqüila. Sem dor, sem angústias. Esse homem que me fez sofrer nunca abusará de minhas filhas.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por
Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

p=. **********************************

p=. GUIA PARA O DEBATE*

_Quando era criança meu pai abusava de mim. Eu nunca contei a ninguém. Agora, meu pai quer viver comigo. Ele está velho, viúvo e sou filha única. Mas tenho duas filhas e tenho muito medo que faça o mesmo com elas. Tenho vergonha, raiva, dor. Não sei o que fazer. E você o que faria em meu lugar?_

_Primeira solução: Zulmira não o recebe, o deixa para sempre._
* _Segunda solução: Zulmira o recebe em sua casa._
* _Terceira solução: Zulmira o deixa em um asilo público._

p=. **********************************

*Incesto*

O incesto e uma forma de abuso sexual intra-familiar que pode ir desde toques até a violação com penetração. O comete uma pessoa adulta ou maior com quem a vítima tem uma relação familiar, vínculo emocional ou de autoridade. Pode ser o pai, avô, tios, irmãos, primos, padrinhos, padrastos. Chama-se incesto múltiplo, por exemplo, quando um pai acossa a varias filhas ou filhos.

*Sobreviventes de abuso sexual intra-familiar ou incesto*

São mulheres e homens vítimas de incesto em sua infância ou adolescência. Costumam converter-se em pessoas desconfiadas, com muito baixa auto-estima. Tem dificuldades para estabelecer relações com outras pessoas, sobretudo no plano afetivo e sexual. Muitas vezes, repetem o círculo da violência e se tornam abusadores. Atualmente, existem instituições que os ajudam a romper o silêncio iniciando um processo de tratamento. Assim podem levar uma vida harmoniosa e recuperar suas possibilidades de amar e desfrutar do prazer sexual.

*Algumas características das sobreviventes do incesto*

* Sofrimento e sentimento de culpa. Repulsa pelos outros e por si mesmas.
* Problemas de saúde ou psicossomáticos derivados de sua atitude negativa para com seu próprio corpo. Sofrem de insônia, pesadelos, depressão, bulimia, manias, automutilação e até suicídio.
* Forte sentimento de insegurança, de desconfiança, ansiedade, medo e ódio.
* Necessidade de ser invisível, de serem perfeitas ou totalmente “más”.
* Relações afetivas e pessoais conflitivas ou pouco duradouras.
* Repulsa as relações sexuais. Ou pelo contrário, promiscuidade sexual.
* Os homens que foram vítimas tendem a ser abusadores e maltratadores,
enquanto que as mulheres, tendem a ser maltratadas e novamente abusadas.

p=. MITOS E REALIDADES DO INCESTO*

*MITO*
O incesto se dá fundamentalmente nas famílias pobres e sem educação.
* Um pai nunca abusa sexualmente de sues filhos e filhas.
* O incesto é um problema privado e ninguém deve se meter.
* O incesto é cometido por pessoas degeneradas e pervertidos sexuais.
* Crianças mentem ao falar de abuso incestuoso. É produto de sua fantasia.
* O incesto é um fato pouco freqüente.
* Só as meninas sofrem incesto.
* O incesto é uma situação momentânea, um caso isolado, não permanente.

*REALIDADE*
* O incesto se dá em todo estrato social e nível cultural.Em todas as classes, religiões, culturas e países.
* Segundo estatísticas, os pais são os familiares que mais abusam de sues filhos e filhas.
* É um delito gravíssimo contra os direitos humanos. Portanto, é assunto público.
* Os que cometem incesto não são loucos nem alcoólatras nem doentes. Sabem bem o que fazem.
* As crianças dizem a verdade. Não podem descrever coisas sexuais que não experimentaram.
* Pelo menos, 1 de cada 4 mulheres e 1 de cada 7 homens sofreram abusos sexuais incestuosos durante sua infância.
* Meninas e meninos. Para os meninos é mais custoso falar porque pensam que os considerarão homossexuais.
* O incesto implica uma relação contínua e prolongada no tempo, meses e anos.

bq. Cada vez que ia ser abusada, me sentia como ovelha que vai para o matadouro…
depois do abuso ia a um canto do meu quarto, do meu guarda roupa, chorar e me perguntar:
Por que os pais fazem isso a suas filhas?

*Para completar…*

* “Na República Dominicana, Suécia e África do Sul, o abuso sexual a meninas chega a 37 por cento, e a meninos, até 29 por cento. Em um abrigo de proteção de adolescentes na Costa Rica, constatou-se que 95 por cento das meninas grávidas menores de 15 anos de idade, tinha sofrido incesto. No México, a metade dos delitos sexuais foram perpetrados contra meninas e mulheres adolescentes, (Isis Internacional, 2001). Organismos feministas calculam que uma de cada quatro meninas entre 0 a 12 anos foi vítima de incesto.
* Você sabe a porcentagem de crianças abusadas em teu país e localidade?
* Conhece a porcentagem de mulheres vítimas de incesto em teu país e localidade?
* Leis nacionais de proteção e atenção as crianças, adolescentes e mulheres abusadas sexualmente
* Lugares de orientação e tratamento de mulheres sobreviventes de incesto (endereço e telefone)

*Como usar este programa?

1. Apresentar o tema.
2. Passar a dramatização do conflito (sem os finais possíveis).
3. Provocar um primeiro diálogo com a audiência (o que acontecerá com a protagonista? O que você faria em caso semelhante? Como terminará este conflito?).
4. Passar os três finais possíveis, um a um, com comentários intercalados. Qual é a melhor solução?
5. Abrir o debate (telefônico e/ou presencial). Nesta ficha você encontra dados para comentar o tema.
6. Também pode convidar a um ou uma psicóloga ° ou a uma sobrevivente que queira dar seus testemunho, como é o processo de tratamento?
7. Para terminar, seria conveniente escutar o programa completo com a solução mais votada pela audiência.

BIBLIOGRAFÍA

María López Vigil, Revista Envío,(enlace) Managua
* Mujeres para la Salud(enlace)

ZULMIRA, UM PAI INCESTUOSO

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.