CELULARES COMUNITÁRIOS

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Ainda que pareça mentira, em pleno século 21, ainda tem gente que não tem serviço de telefonia.

Pense em um objeto eletrônico sem o qual não sairia de tua casa. Com certeza você pensou no telefone celular. Podemos sair sem relojo, sem câmara fotográfica, mas hoje em dia, o celular se converteu em uma ferramenta indispensável, para nosso dia a dia.

Com ele nos comunicamos com nossos entes queridos, fazemos negócios e, em muitos casos, consultamos o correio eletrônico e as notícias no mesmo instante que são produzidas.

Segundo a União Internacional de Comunicações, em quase todos os países latino-americanos há mais linhas de telefonia celular do que pessoas. Mas isso não significa que todas as pessoas tenham acesso a um telefone, mas que existem algumas com várias linhas.

Sim, embora não acredite, há muita gente que ainda não dispõe de um telefone fixo ou celular. Em muitos lugares afastados, como por exemplo, na serra de Oaxaca, México, as companhias privadas de telefonia não acham que vale a pena instalar antenas e dar cobertura a pequenas comunidades porque não é rentável. Dizem que estas pessoas “não são um mercado potencial”.

Sem telefone celular, e muito menos telefone fixo, estas pequenas comunidades continuam isoladas em pleno século 21, porque, além disso, como a maioria dos países privatizaram suas companhias de telefonia, nem mesmo podem ter acesso a estes serviços públicos pelo Estado.

Para que estas pessoas não tenham que continuar viajando horas de ônibus ou caminhar vários quilômetros até a cidadezinha mais próxima para falar com seus entes queridos, um grupo de ativistas está instalando na comunidade de Mazatlán Villa de Flores, na região Mazateca de Oaxaca, um sistema livre e comunitário de telefonia celular.

Peter Bloom e a equipe de Rhizomatica estão por trás deste projeto. Já realizaram vários testes e tudo funciona, mas é hora de comprar os equipamentos e instalar todo o sistema. Como pode apoiar esta iniciativa?

– Espalhe a notícia! Quanto mais se saiba deste projeto, muito melhor.

– Compartilhe tuas ideias sobre os possíveis usos de uma rede comunitária, e escreva para Rhizomatica.

– Se tiver conhecimento de projetos similares, baseados em tecnologia GSM, compartilhe-os. Ainda estão finalizando os detalhes e seria bom ter relatos de projetos similares.

– Para este projeto se escreverá software, documentação, se instalarão equipamentos e um milhão de outras coisas. Se está interessado em participar e colaborar, entre em contacto com Rhizomatica.

– Pode colaborar com um pequena (ou grande) doação para reunir los 10.000 dólares necessários para comprar os equipamentos.

Não deixe de ver o vídeo do projeto e visitar sua página para saber mais sobre a campanha:

http://www.indiegogo.com/projects/community-cell-phone

CELULARES COMUNITÁRIOS

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.