CHATICE (1)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

7 passos para não chatear (nem chatear-se) em teu programa de rádio.

Com muita frequência recebemos consultas como esta no consultório de Radialistas:

Ajudem-me, por favor! Não consigo ganhar audiência, não consigo que liguem para o meu programa, nem sequer para criticar-me. Por que isso me acontece? Será que meu programa é chato?

Ou talvez o programa não é chato… o chato é você!

É que a chatice salta como as pulgas, passa do locutor para a audiência. E se o público se chateia contigo, tenha a certeza que mudará de emissora.

Então, a primeira coisa que temos que averiguar é se você, animador ou animadora, padece desta doença.

Quais são os sintomas da chatice?

O primeiro é o tom monótono, o tom do trem: cheque-cheque-cheque-cheque…

Tua voz soa assim? Pois aqui vão sete conselhos locutorais para dinamizar tua voz e conjurar os bocejos.

1- Fale e não leia. O lido cansa. O lido mata a naturalidade e costuma acabar em um tom linear. Converse em vez de ler. Converse com teu público, imagine a tua audiência, mesmo que não a veja, e fale com eles, com elas.

2- Fale com todo o corpo e não somente com a boca. É preciso gesticular, falar com as mãos, com os olhos, com uma atitude corporal dinâmica. Isso ajuda muito a modulação.

3- Fale com vontade. Com convicção. Se nem você mesmo crê no que está dizendo… como teu público acreditará em ti? Coloque entusiasmo no programa, coloque paixão na vida. Se você falar por falar… o ouvinte não escutará por não escutar.

4- Fale com naturalidade. Não seja posudo, solene, não afete o timbre de tua voz. Quando você se preocupa tanto com dicção, vocalização e pela pronúncia… acaba perdendo frescor e ganhando chatice. Lembre que o mais profissional é o mais natural.

5- Fale com bom humor. Entre no pique. Tome uma atitude positiva. Entre na cabine com otimismo. Deixe teus problemas do lado de fora. E atreva-te a rir ao microfone, a passar um bom momento com tua audiência.

6- Fale com palavras simples, com refrões populares, contando anedotas, narrando histórias… Ninguém aguenta mais os discursos nem os sermões. Nada mais chato que as palavras altissonantes (locutores que chamam “arma perfurante” a uma faca ou “burgomestre” ao prefeito).

7- Fale democraticamente. Nem pedante nem retraído. Nem metida nem acanhada. Não te sinta mais nem menos que ninguém. Nós rimos dos vaidosos, dos complexados temos pena. E essas duas atitudes chateiam. A boa onda está em falar democraticamente, de igual para igual.

No próximo radioclip vamos descobrir outros sintomas da chatice radiofônica e como superá-los. Fique ligado!

CHATICE (1)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.