IARA, VOTAR EM UMA MULHER

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Minha amiga Silvana é candidata independente para Prefeita. Ela sempre foi muito boa economista e se preocupa com a fiscalização do gasto público. Mas, daí a votar nela para esse cargo tão importante. Não sé.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

EFEITO (TELEVISÃO) PROPAGANDA POLÍTICA

LÚCIA Que está vendo, Iara?

IARA Passando os canais de televisão. Todos os programas falam das eleições para a prefeitura. O país está agitado.

IARA Ainda faltam alguns meses, Lúcia. Mas os candidatos estão em plena campanha.

LÚCIA Deixe-me ver… Agora está falando Silvana Aguiar. É a única mulher que se candidatou.

IARA Eu a conheço desde a universidade. Ela era uma garota pobre, mas estudiosa e pode concluir o seu curso de economista.

LÚCIA E se metia em política?

IARA Acho que sim. A verdade é que não segui de perto suas atividades, mas alguma vez a ouvi em uma assembleia na universidade.

LÚCIA Então, já sabe o que é isso. Mas… vamos ouvir o que diz…

EFEITO TELEVISÃO

JORNALISTA Como é que a senhora resolveu entrar na política, Silvana?

SILVANA É meu dever como cidadã, senhor jornalista. Além disso, eu há anos estou na atividade pública. Lembre que fiz parte do Comitê de Fiscalização do orçamento local.

JORNALISTA Como única mulher na disputa eleitoral, acha que as mulheres votarão na senhora?

CONTROLE GOLPE MUSICAL

IARA Essa é a pergunta, quem votará nela? A verdade é que nunca houve uma prefeita na cidade.

LÚCIA Já é tempo, não é?

IARA Não sei. É preciso avaliar, porque uma coisa é antes de entrar e outra quando está dentro.

LÚCIA Temos que pensar muito bem, Iara. E saber que tipo de mulher é esta Silvana.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

IARA Os outros candidatos, todos homens, arremeteram contra ela.

CANDIDATO (REVER) Silvana Aguiar? Não tem chance. Ela ficou se achando quando se meteu a questionar a gestão municipal anterior. Mas lembrem, o senhor prefeito a colocou em seu lugar.

PREFEITO (REVER) Nós, na prefeitura, derrubamos a auditoria da gestão municipal. E denunciamos da senhora Aguiar de ter interesses políticos. Ela quer o poder.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

IARA Os homens da cidade falavam de Silvana.

HOMEM 1 Quem vai votar em uma mulher? Deve ser feminista.

HOMEM 2 Não sabe o que diz. Que volte para cozinha.

HOMEM 1 Não tem experiência política.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

IARA Nós mulheres também começamos a debater sobre se a apoiaríamos ou não. Nos entusiasmava, mas o temor era que não soubesse fazê-lo.

EFEITO BURBURINHO MULHERES

MULHER 1 Eu não conheço a Silvana, mas, imaginem a prefeitura nas mãos de uma mulher?

LÚCIA Não é uma qualquer, ela está preparada. Iara a conhece.

IARA Bom, a conheci na universidade e era boa estudante.

MULHER1 Uma coisa é o estudo e outra a política.

IARA Pois, não sei. Por que não vamos a uma comício e ouvimos seu discurso?

CONTROLE RAFAGA MUSICAL

EFEITO COMÍCIO

SILVANA (DISCURSO) Cidadãs, cidadãos, as autoridades estão a serviço do povo e vocês têm o direito e a obrigação de fiscalizar os recursos públicos porque são nossos. Também lhes digo que chegou o momento em que as mulheres, que somos a maioria da cidade, tomemos o poder para velar pelo bem-estar de todas e todos.

CONTROLE (TODAS A MEIA VOZ)

IARA Ouviu, Lúcia? Disse todas e todos. Com certeza falará de gênero e do machismo. Deve ser uma feminista.

LÚCIA Não repita o que dizem os homens. Isso não é ruim.

MULHER 1 Vive só. Não tem família.

LÚCIA E daí? O candidato Freire também é solteiro e ninguém se importa.

MULHER 1 Mas Silvana fala das mulheres e da família, e não sabe nada disso.

IARA Calem-se… Se não, não poderemos decidir.

CONTROLE RÁFAGA MUSICAL

IARA Na minha casa, continuava a discussão. Minha filha, é claro, ia votar na Silvana.

EFEITO CASA

FILHA Agora é a hora. As mulheres no poder. Vamos, mãe, grita comigo… Agora é a hora!

IARA Para, filha. Para de fazer escândalo.

FILHA Mamãe, em quem vai votar?

IARA Não sei ainda. Estou pensando.

FILHA Não pense muito e ouça… (SLOGAN) Agora é a hora, Silvana no poder!

CONTROLE CORTINA ALEGRE

IARA Meu marido, minhas amigas, e até minha filha falam da mesma coisa e eu ainda sem poder decidir. É verdade que é tempo que as mulheres tomem o poder político, mas também é certo que Silvana não tem experiência, pode ser um fracasso e, então, nunca mais teremos essa oportunidade.

SLOGAN Teu voto por Silvana Aguiar. Vota Mulher!

IARA Meu voto em uma mulher? Meu voto em um homem? Me dá vontade de escolher no cara ou coroa. Ou de desfolhar uma margarida. Não sei o que fazer. E você, o que faria no meu lugar?

CONTROLE MÚSICA SUSPENSE

*PRIMERA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Primeira solução…

FILHA Mamãe, em quem vai votar?

IARA Não sei ainda. Estou pensando.

FILHA Não pense muito e ouça… (SLOGAN) Agora é a hora, Silvana no poder!

CONTROLE CORTINA ALEGRE

IARA Minha filha já estava decidida. Eu vivi tantas mentiras dos políticos, que devo escolher bem a quem dar meu voto.

FILHA Mãe, se não gostam dos políticos tradicionais, mude as regras do jogo. Vota em uma mulher.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

IARA Meu marido defendia seu gênero.

MARIDO (REVER) Rodrigo Martins é a voz. Já sabe Iara, para prefeito, manda ver.

IARA E minha amiga Lúcia…

LÚCIA Em quem vai votar, Iara?

IARA O voto é secreto.

LÚCIA Lembre das sufragistas, Iara. Elas lutaram por nossos direitos políticos.

IARA Mas que coisa com esta mulher… Deixe-me pensar!

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

IARA Comecei a ouvir, a comparar os candidatos. Que era o que atraía de Silvana?

SILVANA (REVER) Mulheres, peço seu voto. Somos mais da metade da população e não estamos representadas nas instâncias de poder. E se vocês me dão sua confiança, faremos juntas um governo honesto e transparente. Que cada centavo gasto possa ser fiscalizado pela cidadania!

CONTROLE GOLPE MUSICAL

IARA Enquanto, eles nos ofereciam o céu e a terra.

CANDIDATOS (REVER) Estradas, hospitales, escolas, trabalho….

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

IARA Pouco a pouco, fui interessando-me em Silvana, em sua proposta de trabalho.

LÚCIA Ainda tem dúvidas?

IARA Pois… o que acha, Lúcia? O que iria me convencer?

LÚCIA Iara, usa a cabeça…

IARA E o coração!… Claro que sim, amiga. Meu voto, em uma mulher!

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

LÚCIA Estou convencida. Os homens governam durante séculos e este fato não me agrada. Como disse minha filha… Agora é a hora… Silvana no poder!

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

*SEGUNDA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Segunda solução…

FILHA Mamãe, em quem vai votar?

IARA Não sei ainda. Estou pensando.

FILHA Não pense muito e ouça… (SLOGAN) Agora é a hora, Silvana no poder!

CONTROLE GOLPE MUSICAL

IARA Minha filha não sabe nada de política. Eu sim conheço as promessas eleitorais. Sempre a mesma coisa.

CANDIDATO Escolas, estradas, hospitais…

IARA Se os homens, que sabem de política, não podem fazer boas gestões, como pensa Silvana que poderá? Vou conversar com meu marido.

EFEITO CASA

MARIDO Iara, a política é coisa de homens. Vejamos, quantas presidentas há na América Latina? Dá para contar nos dedos.

IARA Mas é que os partidos sempre indicam candidatos homens.

MARIDO É que as mulheres têm outras qualidades, podem apoiar os governantes em obras sociais. Como primeiras damas.

IARA O que disse? Oxê, não posso continuar falando contigo. Vou na loja.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

EFEITO RUA

IARA A rua estava coberta de cartazes de candidatos, mas não vi nenhum da Silvana. Não tem dinheiro e faz sua campanha a pé. Assim não chegará a parte alguma. Me encontrei com várias vizinhas…

EFEITO BURBURINHO

MULHER O que você disse, Iara? Já sabe em quem votar?

IARA Pois não, dona Paulina.

MULHER 1 Dizem que a Silvana é boa. Precisamos testar, não é?

MULHER 2 Os políticos são tubarões. Ela se intimidará.

MULHER 1 Eu a vejo forte e bem falada.

MULHER 2 Pode ser. Eu sim não vou votar em ninguém. Afinal, as coisas não mudarão nem com homem nem com mulher.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

IARA Voltei para a minha casa mais confusa ainda. Essa mulher tem razão, os homens são tubarões na política e uma mulher não pode competir. Para que perder meu voto? Talvez, nas próximas eleições, quando Silvana tiver mais experiência aí veremos…

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

*TERCERA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Terceira solução…

FILHA Mamãe, em quem vai votar?

IARA Não sei ainda. Estou pensando.

FILHA Não pense muito e ouça… (SLOGAN) Agora é a hora, Silvana no poder!

CONTROLE GOLPE MUSICAL

IARA (PENSANDO) É bom que minha filha tenha sua própria opinião política. (PAUSA) Conte-me, por que vai votar na Silvana?

FILHA Primeiro, porque tenho direito. Meu voto conta, mamãe. E vou dar o meu voto de confiança a uma mulher.

IARA E se não é digna dessa confiança?

FILHA Eu acho que é. Além disso…

IARA Além disso, o quê?

FILHA Já é tempo que nos vejam politicamente. Existimos e somos valiosas, mãe. Diga-me, vai votar em Silvana?

IARA Então… gostaria de pensar no assunto.

CONTROLE MÚSICA TRANQUILA

IARA Logo, minha amiga Lúcia veio me visitar…

EFEITO CASA

LÚCIA Iara, te trago o plano de trabalho de Silvana.

IARA Para quê?

LÚCIA Para que vote com consciência, amiga. Assim ninguém te enganará.

IARA Bom, deixe-me ver… (LÊ) Áreas verdes, quadras esportivas iluminadas. Educação e trabalho para jovens… Isso me agrada! Orçamento participativo com perspectiva de gênero. (PAUSA) E isso o que significa?

LÚCIA Ouça, quando se fazem os orçamentos municipais não levam em conta os interesses das mulheres. Se o fizessem, outra seria nossa situação.

IARA Esta é uma novidade. Olha, acha que Silvana pode fazê-lo?

LÚCIA Ela é economista, você a conhece.

IARA (DESANIMADA) Mas não vai ganhar. Não tem dinheiro para sua campanha.

LÚCIA Esse é o problema, mas tem um programa de casa em casa. Quer ir?

IARA Amiga, também quer que lhe faça campanha?

LÚCIA Olha, Iara. É nossa oportunidade. Temos que atrever-nos e agir para mudar as coisas.

IARA Então… não sei.

LÚCIA Pense, Iara. E me liga, está bem?

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

IARA Não dormi a noite inteira. Pensava, tinha medo, me animava… Logo que amanheceu…

EFEITO TELEFONE

IARA Lúcia?… Diga-me… onde me inscrevo como voluntária para a campanha de Silvana? Você tem razão. Agora é a hora… Silvana no poder!

CONTROLE CARACTERÍSTICA DE LA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

p=. **********************************

p=. GUIA PARA O DEBATE*

_Minha amiga Silvana é candidata independente para Prefeita. Ela sempre foi muito boa economista e se preocupa com a fiscalização do gasto público. Mas, daí a votar nela para esse cargo tão importante. Não sé._

Primeira solução: Iara reconhece o valor de sua amiga e decide votar por ela.
* _Segunda solução: Iara não votará em Silvana. Será em outra oportunidade, diz._
* _Terceira solução: Iara se entusiasma e se une a Silvana para apoiá-la em sua campanha._

p=. **********************************

*Acesso das mulheres ao voto*

Em 1893 se aprovou na Nova Zelândia o primeiro sufrágio feminino. As mulheres só podiam votar, mas não se candidatar nas eleições.

O primeiro Estado a oferecer o sufrágio universal (todas as pessoas sem exceção) e permitir as mulheres a candidatar-se nas eleições para o parlamento, foi a Austrália do Sul em 1902.

A primeira mulher a exercer formalmente o direito ao voto político na América Latina foi Matilde Hidalgo de Prócel em 1924, na cidade de Loja, no Equador. Foi o primeiro país da região que permitiu o voto feminino.

*Cotas políticas*

As cotas de participação política das mulheres mecanismos de ação afirmativa mais recentes para “romper” a hegemonia masculina na política e nos processos de tomada de decisão. Estas cotas foram adotadas tomando em conta que o direito ao sufrágio não gerou os resultados esperados na participação e representação dos interesses femininos na esfera pública. Mediante estas leis se asseguram porcentagens de participação de mulheres nas instâncias públicas, como os ministérios. Na estrutura dos partidos políticos e nos processos eleitorais. Permitindo que mais mulheres sejam eleitas, contribuindo para o empoderamento de gênero e propiciaram mudanças culturais,

Os países que têm mais mulheres no parlamento aplicam cotas políticas. Ruanda, com 48% de mulheres no parlamento, é o de maior participação feminina. Na América Latina, é Cuba com 36%.

*Obstáculos para a participação das mulheres na política*

Modelo masculino do exercício do poder. Espaço público para os homens.
Dificuldades para conciliar a vida política com a família, já que ainda o peso familiar recai sobre as mulheres.
Os partidos políticos são pouco amigáveis com as candidatas mulheres e não apoiam o financiamento de suas candidaturas.
Níveis de classificação e exigências mais altas para as mulheres.
Escassos contatos com as organizações de mulheres.
Ausência de programas de capacitação e liderança para desempenho político das mulheres.
Invisibilização nos meios de comunicação.
Desconfiança na atuação política das mulheres, situando-as ainda no lar, no espaço privado.

*Imagem de políticos nos meios de comunicação*

Homens: muito alto em competitividade, liderança, força, independência, ambição, agressividade, dureza, autossuficiência e energia;
Mulheres: as associa com amabilidade, compaixão, sensibilidade para as necessidades dos demais, precaução, passividade e falta de competitividade. Honestas, mas compassivas e com uma maior capacidade para tratar temas educativos, sanitários e “outras áreas femininas”.

*Instrumentos internacionais sobre direitos políticos das mulheres*

* A Convenção sobre os Direitos Políticos da Mulher, aprovada em 1954, que proclama o direito das mulheres a exercer cargos públicos em igualdade de condições e sem discriminação alguma.

* A Convenção para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação (CEDAW), aprovada em 1979, que prevê o mecanismo das ações afirmativas e as concretizar no mandato de eliminar toda forma de discriminação na vida política e pública de uma sociedade. De igual forma, estabelece a obrigação do Estado de garantir o direito das mulheres de eleger e serem eleitas em condições de igualdade com os homens, assim como a participação na formulação e execução de políticas públicas e o acesso a cargos desta índole.

*Para completar…*

* Porcentagem de mulheres prefeitas em teu país.
* Leis nacionais que favoreçam a participação política das mulheres
* Lugares de orientação e projetos que apoiem a participação política das mulheres (endereço e telefone)

*Como usar este programa?

1. Apresentar o tema.
2. Passar a dramatização do conflito (sem os finais possíveis).
3. Provocar um primeiro diálogo com a audiência (o que acontecerá com a
protagonista? O que você faria em um caso semelhante? Como terminará este
conflito?
4. Passar os três finais possíveis, um a um, com comentários intermediários. Qual é a melhor solução?
5. Abrir o debate (telefônico e/ou presencial). Esta ficha contém dados para comentar o tema.
6. Também pode convidar uma prefeita ou mulher política para participar e comentar o programa.
7. Para terminar, seria conveniente escutar o programa completo com a solução mais votada pela audiência.

IARA, VOTAR EM UMA MULHER

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.