MONTAR UMA RADIO (4)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Que equipamentos precisamos para montar uma rádio? Transmissões móveis fora dos estúdios.

Tradicionalmente, e muito antes que os outros meios, a rádio foi e é da rua.

A rádio está viva, por isso não pode ficar dentro dos estúdios. Uma partida de futebol, uma marcha cidadã ou as festas populares são bons motivos para nos fazermos presentes na rua e reportar desde o lugar dos fatos.

Além disso, cada dia aparecem novos equipamentos técnicos que facilitam este trabalho. Vamos conhecer alguns.


Unidades Móveis

São os equipamentos mais usados e que oferecem melhores condições para as transmissões em exteriores. Recomendáveis se vamos ficar parados no mesmo lugar e transmitir por longo tempo.

Embora sejam equipamentos que rondam os dois mil dólares, é conveniente fazer um esforço e investir em uma destas maletas móveis.

O conjunto consta da unidade móvel remota, uma antena para enviar o sinal e outra para receber nos estúdios e o equipamento de recepção que processa o sinal e manda para o console.

As marcas mais reconhecidas que comercializam estes equipamentos são OMB e Nicom. Marti Electronics tem também diferentes dispositivos para transmissões móveis.

Walkie-Talkie

É o nome familiar dos transmissores de mão. Pequenas unidades para comunicar-nos com os estúdios e mandar nossas reportagens da rua.

São úteis para conexões de curta duração e para a comunicação interna dos membros da rádio sem necessidade de gastar em ligações pelo celular.

O alcance do sinal é limitado. A maioria dos equipamentos tem uma cobertura entre 5 e 10 quilômetros.

Há modelos para conectar no carro com maior alcance. Também pode provar a instalação em uma moto e radiar maratonas ou corridas de ciclismo.

As marcas mais conhecidas são Motorola, Icom e Yaesu.

Celulares

São hoje os reis das transmissões. Seu uso se estendeu muitíssimo por sua comodidade. São de pequenos, não precisam de instalação de nenhum tipo para transmitir e têm cobertura em quase todos os lugares.

O maior inconveniente é o custo das ligações. Em todos os países ligar para um celular é caro e realizar longas reportagens por estes aparelhos pode ser ruidosa.

Existem no mercado umas pequenas caixas de conexão as quais podemos conectar o celular, um microfone e os fones. Desta forma enviamos nossas crônicas com maior comodidade e qualidade.
Solydine tem vários modelos.

Linhas Fixas

São linhas telefônicas ponto a ponto que se contratam com as companhias de telefone. São usadas, por exemplo, quando vamos transmitir com muita freqüência de um mesmo lugar, como um campo de esportes ou do Congresso Nacional.

Paga-se um custo mensal e as temos sempre disponíveis. Há equipamentos especiais para conectar-nos e enviar o sinal.

Internet
As possibilidades que se abrem com a rede de redes para as transmissões são infinitas, sobretudo na medida em que avança a Internet sem fio. (Wi-Fi ou Wimax)

As conexões sem fio de banda larga serão, sem dúvida alguma, o futuro das comunicações móveis.

Desta forma, com um computador portátil, podemos conectar-nos com os estúdios para enviar uma transmissão completa através de programas VoIP com alta qualidade e custos muito baixos.

Com tudo o que foi visto nesta série de radioclips já podemos ter nossa rádio no ar.

Mas na realidade, como se faz a rádio? Como conseguimos que estes equipamentos enviem a voz que entra por um microfone na casa de Dona Joana?

Se quiser saber, não perca o próximo radioclip.

MONTAR UMA RADIO (4)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.