NOTICIÁRIOS “GGG”

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Revise teu noticiário e os critérios de seleção de tuas notícias.

Um chefe de redação se aproximou de outro chefe de redação:

 – Por que você andas tão preocupado? – perguntou-lhe com um sorriso irônico.

– Porque não consigo um bom ibope para o meu noticiário – respondeu-lhe o outro sem nenhum sorriso.

– Tranquilo, colega – disse um chefe ao outro –. Quer que teu noticiário faça sucesso, também teus informativos e especiais?

 – É o que mais desejo.

– Pois aplica a fórmula dos três “G”.

– Não sei a que te referes…

– Guerras, Gols… e Glúteos – o primeiro chefe deu uma piscadinha para o segundo –. Nunca falha.

É assim que acontece. Muitos noticiários de televisão e de rádio aplicam esta fórmula perversa que foi descoberta há muito tempo. Dizem que Julio César, lá em Roma, a praticava assiduamente em sua atuação política. Sangue de gladiadores, jogos no circo e umas belas cortesãs. Com isso, o povo fica tranquilo e não pensa. Com isso, alguns jornalistas armam a grade de programação.

Revise teu noticiário. Quantas notícias foram emitidas no dia de hoje? Quantas foram de crônica marrom, desastres e acidentes? Quantas de farândola, quantas de esporte, quantos de fofoca, quantos casos mórbidos?

Não propomos um noticiário pesado, carregado de temas sérios e aborrecidos. Mas é preciso equilibrar as coisas, porque temos uma grande responsabilidade social.

As notícias devem servir para compreender o mundo em que vivemos, não para esquecer-nos do que acontece. O informativo deve servir para “formar” uma opinião pública favorável às nobres causas da cidadania e também para “inconformar” ante o mundo tão injusto em que vivemos.

Se aplicar a fórmula dos três “G”… merecerá um quarto, o da Grosseria.  

NOTICIÁRIOS “GGG”

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.