O NEGRO

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

E se este negro fosse um terrorista?… Que levará na mochila?

EFEITO AMBIENTE JUVENIL

NARRADORA Aconteceu no restaurante estudiantil de uma universidade europeia. Uma aluna ruiva e inequívocamente alemã pegou a sua bandeia com o menu no mostrador do autoserviço…

EFEITO CAIXA REGISTRADORA E PASSOS

MULHER Thank you, darling!

CHICA Obrigado… Vejamos… Vou sentar-me ali…

NARRADORA A moça sentou-se na primeira mesa que encontrou no restaurante. Então, notou que havía esquecido o serviço de mesa e voltou a levantar-se para buscá-lo…

EFEITO PASSOS

NARRADORA Ao regressar, descobriu com extranheza que um rapaz negro, provavelmente africano pelo seu aspecto, se havia sentado em seu lugar.

RAPAZ (3P) Hi!

MOÇA Saia já…

NARRADORA A moça desconcertada, mas manteve a compostura…

MOÇA (PARA SÍ) Tal vez não esteja acostumado ao sentido de propriedade privada…

RAPAZ (3P) Hi!

MOÇA (PARA SÍ) QuE fresco!… OU será que nÃo tem dinheiro para a comida?… Mas que pedisse … Em todo caso, é minha comida…

NARRADORA A moça, bastante incômoda, decidiu sentar-se frente ao negro e sorrir-lhe amistosamente.

RAPAZ Hi!… I´m glad to meet you.   

NARRADORA A alemã, cada vez mais desconcertada, começou a comer da bandeja aparentando a maior normalidade…

MOÇA (PARA SÍ) Mas, o que está pensando este cara?

NARRADORA Ela começou a comer e ele também.

EFEITO SERViÇO DE MESA COMENDO

NARRADORA Ela tomou a salada e ele começou a sopa. Ela provou o estofado e ele também o saboreou. Ela deu conta do yogurte e ele da fruta.

MOÇA (PARA SÍ) E se este negro fosse um terrorista?… Que levará na mochila?

NARRADORA Mas a moça europeia não se deixou ganhar pelos nervos. Era ele, o rapaz negro, o que mantinha um sorriso tímido, como desculpando-se.

EFEITO CADEIRAS QUE SE MOVEM

NARRADORA Acabado o almoço, a moça se levantou em busca de um café…

MOÇA Ai, Deus Santo!

NARRADORA Foi então que descubrimos, na mesa detrás dela, seu abrigo colocado sobre o encosto de uma cadeira e uma bandeija de comida esperando.

CONTROL MÚSICA EMOTIVA

ROSA (COM GRAVADORA) Dedico esta história aqueles/as que desconfiam dos migrantes, dos negros, dos árabes, daqueles e daquelas que são diferentes de nós.

BIBLIOGRAFIA
Adaptación de la historia de Rosa Montero, El País, 17 mayo 2005.

O NEGRO

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.