PELE COM PELE

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Se a sua parceira gosta que tome sua mão ou a abrace ou que faça cócegas… por que não fazê-lo?

LOCUTOR A seguir, nosso habitual espaço “O consultório sexual da doutora Mirales”.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DE CONSULTÓRIO

DOUTORA Amigas, amigos, como vão? Hoje quero convidá-los a um experimento que aconteceu em um zoológico… Me acompanham?

CONTROLESICA ALEGRE

EFEITO MACACOS

MULHER Três chimpanzés recém-nascidos foram alimentados por três mamães diferentes. A primeira mamãe era de arame e tinha presa uma mamadeira com leite. A segunda mamãe era de pelúcia e também tinha uma mamadeira amarrada. E a terceira era a mamãe real, uma chipanzé que dava a teta a seu filhote. Os resultados demonstraram que o terceiro chipanzé se desenvolveu mais forte, mais saudável… e acima de tudo, mais feliz.

CONTROLESICA ALEGRE

DOUTORA E por que essa história de macacas e macaquinhos, vocês devem estar se perguntando? Façamos uma pesquisa, para ver quem explica porque o terceiro macaquinho se desenvolveu melhor que os outros dois.

EFEITO TELEFONE

DOUTORA Tão rápido?… Alô?

MULHER Sou Lourdes Garcia…

DOUTORA E de onde você está falando amiga Lourdes?

MULHER Do bairro dos Prazeres.

DOUTORA Lindo nome para um bairro. E me diga Lourdes, o que você acha da história dos três macaquinhos?

MULHER Bom, doutora, qualquer um sabe que o leite materno é o melhor para o desenvolvimento de uma criatura.

DOUTORA Claro que sim. Mas no experimento que lhes contei não foi somente o leite. O decisivo foi a pele.

MULHER Como a pele?

DOUTORA O contato físico. Pele com pele.

MULHER Que a mãe o abraçasse e o acariciasse?

DOUTORA Isso, porque o bebê precisa tocar a pele da mãe… E do pai também. Vejam só, os investigadores descobriram que na superfície de nossa pele encontram-se distribuídos quase três milhões de sensores, de células muito sensíveis que reagem à dor, ao frio… e às emoções. Assim como precisamos ver, ouvir, cheirar e saborear… também precisamos tocar. Tocar e ser tocado.

EFEITO TELEFONE

HOMEM É a primeira vez que escuto seu programa, doutora Mirales…

DOUTORA Que bom… Um novo ouvinte do consultório…

HOMEM E digo que uma vez li em não sei que livro – a senhora me corrija se estiver errado – uma vez eu li que nas sociedades onde não se acaricia os bebês, estes apresentam um índice mais elevado de violência quando são adultos. Isso é certo?

DOUTORA Pode crer, meu amigo. E não só com as crianças. O mesmo ocorre com os casais. A falta de carícias causa frustração, agressividade. Para as mulheres, a frustração é ainda maior. Sabe por quê?

HOMEM Isso eu não sei, não estava no livro que eu li.

DOUTORA Porque a pele feminina é mais sensível que a de vocês, os homens. Nossos sensores do tato estão muito mais desenvolvidos que os masculinos.

EFEITO TELEFONE

DOUTORA Sim, diga-me?

JOVEM A senhora, doutora, como mulher, é assim… como vou dizer?… Muito romântica.

DOUTORA Que bom, meu amigo. E espero não ser a última romântica, como diria o Lulu Santos.

JOVEM Não é isso, doutora. É que eu demonstro o amor de outra maneira…

DOUTORA Como, por exemplo?

JOVEM Com meu trabalho. Eu sou mecânico. Dou duro o dia inteiro para levar o dinheiro para casa. Isso não é amor, hein?

DOUTORA Claro que sim…

JOVEM Então, menos palavravinhas, menos cariciazinhas… e mais ação.

DOUTORA Meu amigo, digo que você entende muito de motores, mas pouco de mulheres.

EFEITO TELEFONE

DOUTORA Sim, alô?… Quem é agora, a mulher do mecânico?

MULHER A mulher de outro tão seco como esse homem que ligou.

DOUTORA O seu também não é muito carinhoso, digamos?

MULHER Nada, doutora. Eu gosto de tocá-lo, abraçá-lo com ternura… Mas ele só está pensando em mandar ver. Depois de fazer amor, dá meia volta e dorme.

DOUTORA E durante o dia?

MULHER Durante o dia, se o vi não me lembro. Ele diz que não tem tempo para bobagens.

DOUTORA Escutem, homens. A repressão cultural, a criação machista e até a própria pele do homem, mais grossa e menos sensível que a nossa, os transformaram em toscos, torpes, pouco afetuosos.

EFEITO TELEFONE

HOMEM E o que a senhora quer que a gente faça, doutora? Que fiquemos de carinhos e beijinhos?

DOUTORA E por que não? Bom, cada um que busque sua forma e seu modo. Mas se sua parceira gosta que tome sua mão ou que a abrace ou que faça cócegas nela…. por que não fazê-lo? E não somente com sua companheira, mas também com seus filhos e filhas. Abrace-os, acaricia-os, brinque com eles… Não seja tão tacanho com as mãos. Lembre-se dos três macaquinhos. Assim, embora não se toque pelo rádio, lhes mando a todos e a todas um abraço forte, apertado, assim bem sentido… pele com pele. Tchau!

BIBLIOGRAFÍA
Walter Riso, Deshojando margaritas, Norma, Colombia 1994 .

PELE COM PELE

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.