PROVANDO, PROVANDO (4)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Concluimos esta série dedicada alos microfones com a segunda parte do Decálogo del Microfone.

Concluimos esta série dedicada alos microfones com a segunda parte do Decálogo del Microfone. Já leste a primeira?

6 – Localização
Os microfones têm que estar em seu suporte. Recebem o nome de pedestais, parais ou tripés.

Existem pequenos para as mesas do estúdio ou de pé para a cabine de produção.

Tendo o microfone em seu lugar há menos possibilidades de que se caia, se mova e capte mal o som ou que faça ruídos extranhos.

O caso dos/as repórteres é disferente. Se acodem a uma roda de imprensa podem ir carregados com um pequeno suporte de sobremesa. Mas na rua é complicado levar o microfone num trípé, a não ser que usemos um de girafa (esses que se usam nos filmes e que se colocam sobre a cabeça dos atores).

Em caso de tê-lo que sustetar com as mãos, se faz com suavidade, sem movê-lo em excesso.

Um bom truque é fazer-lhe uma ampla dobra no cabo, agarrando essa parte junto ao microfone. Desta maneira evitaremos tirões do cabo que possam causar ruídos nas gravações e danificar o conector do microfone.

7 – Acessórios
No trabalho de rua sempre há que colocar no microfone um filtro anti-vento. São espumas protetoras que evitam que os zumbidos produzidos pelo vento ou pelo próprio entrevistado à hora de falar se cuolem na gravação.

No estúdio, em vez das espumas, é melhor colocar diante dos microfones filtros anti-pop. Servem para eliminar os golpes ou sopros que se produzem ao pronunciar os p, os b ou os t.

Este acessório é bastante caro mas com uma meia panty de nylon e um pedaço de madeira podes fazer-te um. Nesta página tê-lo mostram passo a passo.

8 – Interferências
Nunca os cabos de microfone devem estar junto aos cabos da corrente elétrica. Estes sempre geram um campo magnético que interfere no sinal captado pelo microfone.

Tampouco é aconselhável fazer cabos muito compridos, já que são mais vulneráveis às interferências.

O uso de inalâmbricos é outra fonte de ruídos. Por isso, sempre que possas utilizar uma conexão por cabo em vez de uma inalâmbrica… use-a!

9 – Acoples
O acople se produz quando ao falar por um microfone o som sai por um alto falante próximo e volta a entrar no microfone novamente. Este provoca um incômodo apito que pode chegar a estragar o alto falante e nossos ouvidos.

Como norma, nunca se deve falar diante dos alto falantes, cornetas.

Há emissoras que têm caixa de som para monitorar o sinal de dentro da cabina de locução, mas há que estar seguros de apagá-los quando o locutor ou locutora falam.

10 – Manutenção
Os microfones também se limpam. Mesmo sendo equipamentos delicados não significa que de vez em quando não lhes possamos dar uma lavadinha.

As espumas antivento recolhem muita saliva e depois de semanas começarão a cheirar mal. Podemo-se enxaguar com um sabão suave de mãos e água. Assegura-te que estejem bem secas antes de colocá-las novamente no microfone.

Os microfones que têm rede desmontável facilitam a lavagem. Os que a têm fixa se limpam boca abaixo para que a água não penetre. Podemo-nos ajudar com uma escova de dentes de pêlo suaves e um pouco de água. Se escovam muito suavemente e depois deixa-se secar, mas não ao sol direto.

Por último, é conveniente guardar os microfones em suas caixas quando não se usam. Sobre tudo, os de diafragma e condensador já que são muito sensíveis à humidade.

Com estes pequenos cuidados e conselhos prolongarás a vida deste fiel companheiro da rádio, o microfone!

PROVANDO, PROVANDO (4)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.