RÉQUIEM PARA O NEOLIBERALISMO

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Os brilhantes economistas neoliberais afirmaram que o mercado tem “uma mão invisível” que soluciona tudo.

EFEITO SINOS DE LAMENTO

VIÚVA CHORANDO

SHERLOCK Olá. Novamente estou aqui. Sou o famoso detetive Sherlock
Holmes.

WATSON E eu também estou aqui, Watson, inseparável acompanhante de Sherlock… Que mistério temos que investigar hoje, Sherlock?

SHERLOCK Está ouvindo?… São sinos de lamento.

WATSON Algum crime, algum assassinato?

SHERLOCK Estão tocando para um morto em Wall Street… no centro, no miolo, no intestino do império financeiro norte-americano.

WATSON Pois deveriam tocar de festa porque, se li bem os jornais, os legisladores gringos aprovaram o salva-vidas para os bancos usurários de Wall Street.

SHERLOCK Tem razão. Os legisladores se tornaram cúmplices do maior roubo da história moderna.

WATSON Esqueci a cifra, Sherlock… de quanto era o botim?

SHERLOCK 700 bilhões de dólares, Watson. Se colocassem essas notas uma sobre a outra, a torre chegaria até a Lua.

WATSON Ou seja, que o governo gringo vai injetar essa bilhonada de dinheiro aos bancos…

SHERLOCK Boa palavra, Watson. Injetar-lhes. As injeções são para os doentes, não é? A economia norte-americana está doente. Talvez uma doença terminal.

WATSON E todo esse dinheiro sai do…

SHERLOCK … do bolso dos contribuintes norte-americanos, de pessoas comuns. As cidadãs e cidadãos honestos pagam a fraude dos banqueiros. E os banqueiros, felizes da vida.

WATSON Mas, então, Sherlock, por que estão tocando para um morto em Wall Street? Isso é o que não entendo.

SHERLOCK Sabe por quem dobram os sinos? Pelo neoliberalismo. A doutrina neoliberal… morreu.

WATSON Não entendi, Sherlock.

SHERLOCK O neoliberalismo, meu caro Watson, se baseava no famoso princípio da “mão invisível”.

WATSON De que mão está falando, Sherlock?

SHERLOCK Estados Unidos disse e repetiu e voltou a repetir que o mercado se regula sozinho. Que o Estado não tem que se meter a consertar as cosas do mercado. Os brilhantes economistas neoliberais afirmaram que o mercado tem “uma mão invisível” que soluciona tudo.

WATSON Mas se é assim… por que o Estado tem que resolver agora o problema dos banqueiros?

SHERLOCK Esse é o crime, meu caro Watson. A famosa “mão invisível” só serviu para os banqueiros neoliberais estrangularem os devedores. E como a avareza rompe o saco, eles também arrebentaram.

WATSON E agora?

SHERLOCK Agora, na hora da crise, pedem ao papai Estado que os salve, que os tire de apuros. E papai Estado lhes dá o dinheiro dos contribuintes para que continuem emprestando e explorando a esses mesmos contribuintes.

WATSON Mas, onde ficam, então, os princípios neoliberais?

SHERLOCK Na bunda, meu caro Watson. Limparam a bunda com sua infalível doutrina neoliberal. Esse é o truco do neoliberalismo. Quando as coisas vão bem, fico com tudo. E quando vão mal, que papai Estado resolva.

WATSON Privatizam os lucros…

SHERLOCK … e socializam os prejuízos.

WATSON Que filhos da mãe esses banqueiros!

SHERLOCK Por isso, aquele poeta revolucionário Bertolt Brecht se perguntava: que delito é maior, roubar um banco o fundá-lo?

EFEITO SINOS E RÉQUIEM

SHERLOCK Reze, Watson, reze pela doutrina econômica neoliberal. Réquiem pelo neoliberalismo e por todas suas mentiras.

WATSON Amém

RÉQUIEM PARA O NEOLIBERALISMO

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.