TODOS SOMOS INOCENTES…

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Reconhecer os próprios erros é o melhor caminho para não repeti-los.

NARRADORA Era uma vez um rei que se propôs visitar a prisão mais grande de sua nação.

EFEITO GRADES CADEIA

NARRADORA Entrou pelo corredor escuro e foi de cela em cela conversando com os presos.

REI Vejamos, você, diga-me, por que está aqui?

PRESO 1 Sua majestade, eu sou inocente. Foi o juiz, o juiz que me condenou por uma calunia. Sou inocente!

NARRADORA O Rei teve a idéia de fazer a mesma pergunta a todos do presídio.

REI E você, por que te colocaram atrás das grades?

PRESO 2 Eu não tive culpa, meu senhor. Foi o diabo que se colocou no meu corpo e… e por isso fiz o que fiz. Mas eu não tive culpa.

NARRADORA E assim, um atrás o outro, todos os presos declaravam sua inocência e suplicavam uma anistia ao Rei.

EFEITO PASSOS

REI Vejamos este… o que você diz, por que te colocaram na prisão?

PRESO 3 Oh, grande Rei, me envergonho de fazer parte de tua nação e devo confessar que sou culpado. Cometi um grave erro e mereço este justo castigo.

NARRADORA Ante aquela sincera declaração, o Rei ordenou:

REI Tirem esse homem daqui!

EEFEITO PROTESTO DE VÁRIOS (POR QUE ELE? ISSO É INJUSTO…)

PRESO 3 Mas, Majestade, eu…

REI Saia desta prisão imediatamente, pois sendo você tão mal e tão culpado, poderia contaminar a todos os “inocentes” que estão aqui!

EFEITO SEGUEM PROTESTOS

NARRADORA Moral: reconhecer os próprios erros é o melhor caminho para não repeti-los.

BIBLIOGRAFÍA
A cultura das desculpas, uma colaboração de Juandy Gómez, República Dominicana.

TODOS SOMOS INOCENTES…

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.