ALBERTINA, SINDICALISTA MILITANTE

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Sou dirigenta sindical. Tive que ficar na reunião até muito tarde. Tenho dois filhos pequenos e outra vez dormiram sem comer. Eu os deixo com a minha sogra, mas ela é idosa e o pai deles está fora do país. Renuncio a meu cargo para cuidar deles ou continuo na luta?

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

DIRIGENTE Albertina, vamos nomear as comissões para a redação da plataforma de luta.

ALBERTINA Vocês vão me desculpar, mas já está tarde e tenho que ir.

DIRIGENTE Por favor, companheira. A sessão não terminou.

ALBERTINA Continuem sem mim. Amanhã me informam dos acordos. Adeus.

CONTROLE MÚSICA TENSA

ALBERTINA Eu estava no sindicato já há muito tempo. Achava que nesta organização podia fazer muito por minhas companheiras. Se melhorássemos as condições de trabalho e o salário, nossos filhos teriam mais possibilidades de educar-se, de viver decentemente.

EFEITO FÁBRICA

MULHER Companheira Albertina, ajude-me a conseguir minha licença maternidade.

CONTROLE CORTINA ALEGRE

ALBERTINA Sentia-me útil. Desde jovem tinha sido dirigenta estudantil e agora na fábrica continuava sendo. Minha vida tinha sentido e meu marido compartilhava comigo essas inquietações.

CONTROLE MÚSICA DE EVOCAÇÃO

MARIDO (REVER) Não te preocupe, Albertina. Se tiver que ficar no sindicato, eu me ocupo dos bebês.

ALBERTINA Tudo mudou quando meu marido foi para o estrangeiro. Ganhava pouco, então partiu em busca de um trabalho melhor.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

ALBERTINA Eu fiquei com a minha sogra. No princípio tudo bem, mas ultimamente as reuniões estão terminando depois das nove da noite e ela fica brava comigo.

EFEITO AMBIENTE LAR

SOGRA Finalmente, você chegou.

ALBERTINA Sim, é tarde. A reunião parecia que não ia acabar nunca. As crianças comeram?

SOGRA Nada. Começaram a chorar, a chamar por você e dormiram sem comer.

ALBERTINA Pobrezinhos.

SOGRA Eu estou cansada, Albertina. Vou dormir.

CONTROLE CORTINA TRISTE

ALBERTINA Uma tarde em que minha sogra teve que sair, deixou os meninos com a vizinha. Esta começou a jogar cartas e se esqueceu deles…

EFEITO RUA, CACHORROS

ALBERTINA O maior, levando pela mão o mais novo, saiu da casa e foram caminhando até perderem-se entre as ruas do bairro. Quando voltei, já os haviam encontrado, mas me senti tão mal que comecei a desesperar-me… Não havia passado muito tempo quando…

EFEITO BARULHO GENTE, CORRENDO

VOZES Incêndio…tragam água… chamem os bombeiros.

ALBERTINA Os bombeiros nunca chegaram e várias casinhas do bairro queimaram. A minha não, por sorte. Mas… não quero nem imaginar o que teria acontecido com meus filhinhos se… Minha sogra ficou ainda mais brava.

EFEITO AMBIENTE LAR

SOGRA Albertina, você tem que deixar esse sindicato.

ALBERTINA Não posso, senhora. Tenho muitas obrigações com minhas companheiras da fábrica.

SOGRA E as obrigações com teus filhos? Eles não contam?

ALBERTINA É por eles que faço isto, para que tenham uma vida mais segura.

SOGRA Pois se os abandona não lhes assegura nada.

ALBERTINA Não os abandono, estão com a senhora.

SOGRA Já sou idosa e não posso cuidar deles o tempo todo. Deixe o sindicato, Albertina. Teus filhos precisam de você.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ALBERTINA A partir desse momento, comecei a me afastar do sindicato. Me sentia mal, parecia que estava traindo nossa luta. Ao mesmo tempo, tinha medo que acontecesse algo com os meus filhos. Os outros dirigentes não tardaram em chamar minha atenção.

EFEITO FÁBRICA

DIRIGENTE O que houve, companheira? Você já faltou a duas reuniões e não cumpriu tuas tarefas.

ALBERTINA Minha sogra está doente e não pode cuidar dos meus filhinhos. Você conhece minha situação.

DIRIGENTE Eu sei, mas a diretoria exige dedicação e militância.

ALBERTINA Sempre o demonstrei, companheiro. Só que agora tenho problemas.

DIRIGENTE Trate de solucioná-los, Albertina. É como eu sempre digo, o sindicato deveria ser só para homens.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ALBERTINA Minha sogra tem razão. Mas, como poderia lutar por nossos direitos trabalhistas longe do sindicato? Além disso, que futuro estaria oferecendo para meus filhinhos se aceito a exploração patronal, se baixo a cabeça? Estou em um dilema terrível. Renuncio à diretoria? Afasto-me da luta sindical? Não sei o que fazer. E você, o que faria no meu lugar?

CONTROLE MÚSICA DE SUSPENSE

PRIMEIRA SOLUÇÃO

CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTOR Primeira solução.

DIRIGENTE O que foi, Albertina?

ALBERTINA Tenho problemas, companheiro.

DIRIGENTE Trate de solucioná-los. É como eu sempre digo, o sindicato deveria ser só para homens.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ALBERTINA Não gostei nada disso. Por que nós mulheres não podemos ser dirigentas? Os companheiros não entendem o que é ser mãe e pai ao mesmo tempo.

CONTROLE MÚSICA POPULAR

EFEITO FÁBRICA

OPERÁRIA (AGITADA) Albertina, lê este papel. Diz que vão a anular as permissões de maternidade e não pagarão horas extras.

ALBERTINA Não se assuste, companheira.

OPERÁRIA Ou seja que o que ganhamos na negociação coletiva deu em nada?

ALBERTINA Os acordos constam no Ministério do Trabalho e este pode intervir. Também podemos fazer greve e isso não convém à empresa.

OPERÁRIA Nós confiamos em você, Albertina.

CONTROLE MÚSICA POPULAR

ALBERTINA A luta foi dura e longa. No final, ganhamos.

EFEITO BURBURINHO

OPERÁRIA Obrigada, Albertina. Sem você não sei o que nós mulheres faríamos.

ALBERTINA Não estou sozinha, somos toda a diretoria.

OPERÁRIA Eles não se importam com a gente. É você, Albertina.

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

ALBERTINA Mas a luta sindical exigia muito tempo e…

EFEITO AMBIENTE LAR

SOGRA Outra vez, Albertina? Eu estou doente e não posso cuidar sozinha das crianças.

ALBERTINA Sogrinha, ouça. Conseguimos que respeitem as licencias maternidade, as companheiras pedem dar à luz sem perder seu trabalho.

SOGRA E você? Você é candeia na rua e escuridão em tua casa?

ALBERTINA Não diga isso, também conseguimos que nos paguem as horas extras trabalhadas. Poderemos comprar o que as crianças precisam e a senhora poderá ir ao médico.

SOGRA Prefiro que fique aqui, conosco.

ALBERTINA Já chegaram melhores tempos. Ajude-me, senhora. Escreveremos para o meu marido. Seu filho se alegrará do que conseguimos. E algum dia meus filhos estarão orgulhosos de sua mãe.

SOGRA Oxalá, Albertina. Oxalá.

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

ALBERTINA A minha sogra não gosta que eu continue no sindicato, mas o que posso fazer? Depois de tudo, meus filhinhos têm a sorte de contar com sua avó. As melhorias que conseguimos na fábrica também são melhorias para eles. Não, não posso renunciar.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

SEGUNDA SOLUÇÃO

CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTOR Segunda solução.

DIRIGENTE O que foi, Albertina?

ALBERTINA Tenho problemas, companheiro.

DIRIGENTE Trate de solucioná-los. É como eu sempre digo, o sindicato deveria ser só para homens.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ALBERTINA (PENSANDO) Este dirigente é muito ofensivo, machista. Para ele, o que eu faço, não vale nada.

CONTROLE FÁBRICA

ALBERTINA Como disse, companheiro?

DIRIGENTE Que as mulheres sempre encontram pretextos para não cumprir com suas obrigações.

ALBERTINA Pretextos? Minha sogra está doente. Não tenho quem cuide dos meus filhinhos.

DIRIGENTE Esta reunião é muito importante.

ALBERTINA Acatarei os acordos.

DIRIGENTE Albertina, não vai querer perder seu cargo, não é mesmo?

ALBERTINA Está me ameaçando?

DIRIGENTE Só estou dizendo. Não falte.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ALBERTINA Não fui. Muitas vezes, deixei tudo para estar nas reuniões, mas desta vez não o fiz e voltei para minha casa.

EFEITO AMBIENTE LAR

ALBERTINA Como está, sogra?

SOGRA Mais ou menos, Albertina.

ALBERTINA Sinto muito. Não pude vir antes.

SOGRA Eu entendo o que significa o sindicato para ti e também para meu filho. Ele era um lutador antes de emigrar. Mas, eu estou velha e doente. Volte cedo para casa, Albertina.

ALBERTINA (TRISTE) Minhas companheiras precisam de mim, senhora.

SOGRA Nós mais ainda. Pense nisso.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

EFEITO BURBURINHO PROTESTO

ALBERTINA No dia seguinte, na fábrica, todo mundo estava angustiado. Um comunicado patronal dizia que as licenças maternidade e as horas extras estavam anuladas.

OPERÁRIA Albertina, o que faremos?

ALBERTINA Não sei, companheira.

DIRIGENTE Albertina, temos que nomear a comissão para o Ministério do Trabalho. Convoque a direção e organize uma marcha.

ALBERTINA Não posso. Tenho que voltar cedo para casa.

DIRIGENTE Como?

ALBERTINA Você mesmo a pode convocar.

DIRIGENTE Já esperava isso. Por qualquer coisa as mulheres renunciam a seus princípios.

ALBERTINA Cuidado com o que diz, companheiro.

DIRIGENTE Demonstre que não é assim.

ALBERTINA Não sou a única sindicalizada. E hoje, precisamente, vou a ser mais fiel que nunca a meus princípios.

EFEITO BATE A PORTA

ALBERTINA Me senti mal frente a minhas companheiras, mas também me sinto muito culpada ante meus filhinhos e minha sogra. Eu tenho lutado durante vários anos e há outras pessoas que podem me substituir. Chegou o momento de escolher. Vou renunciar ao sindicato.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

TERCERA SOLUCÃO

CONTROLE CARACTERÍSTICA DE LA SÉRIE

DIRIGENTE O que foi, Albertina?

ALBERTINA Tenho problemas, companheiro.

DIRIGENTE Trate de solucioná-los. É como eu sempre digo, o sindicato deveria ser só para homens.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ALBERTINA Está equivocado, companheiro. Nesta fábrica, as que conseguiram melhoras fomos nós as mulheres. Vocês se dedicam a “dirigir” mas na hora da luta, nós estamos na primeira linha.

DIRIGENTE E são as primeiras a ir embora ao menor problema familiar.

ALBERTINA Vou fingir que não escutei suas baboseiras. E explicarei as companheiras o motivo da minha ausência. Até amanhã.

CONTROLE MÚSICA FORTE

ALBERTINA Quando cheguei em casa, meus filhos estavam chorando e minha sogra muito cansada.

EFEITO AMBIENTE LAR

SOGRA Que bom que você chegou cedo. Vá à farmácia. Os meninos estão com febre e eu com dor nas pernas.

CONTROLE MÚSICA SENTIMENTAL

ALBERTINA Os coloquei para dormir e me pus a pensar em minha situação e na de minhas companheiras. Todas tínhamos filhos pequenos e sofríamos por não poder cuidar deles. No dia seguinte…

EFEITO AMBIENTE FÁBRICA

OPERÁRIA Albertina, querem cortar nossas permissões de maternidade.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

ALBERTINA Preocupei-me mais ainda. Fui falar com o dirigente.

EFEITO AMBIENTE FÁBRICA

ALBERTINA O que foi, companheiro?

DIRIGENTE Saiu um comunicado patronal. É preciso agir rapidamente.

EFEITO RUMORES, PROTESTOS MULHERES

ALBERTINA Sim, companheiras. Não podemos deixar que violentem nossos direitos. Vamos radicalizar a luta.

DIRIGENTE O que você quer dizer, Albertina?

ALBERTINA Que já basta de abusos patronais. Eles têm que cumprir seus compromissos e mais ainda, vamos lutar por uma creche para nossos filhos.

EFEITO VIVAS DE MULHERES

ALBERTINA Até quando continuaremos os deixando sozinhos? Até quando a angústia se adoecem? Não querem os patrões que trabalhemos bem? Pois que atendam nossas demandas. Se mantém o conseguido e se aumenta uma exigência. Se não aceitam, iremos a greve. Primeiro estão nossos filhos, companheiras.

EFEITO VIVAS DE MULHERES

ALBERTINA Nos reunimos todas. Os homens se uniram com a gente. Estávamos decididas a lutar. Estavam em jogo nossos direitos, e sobretudo, os de nossos filhos.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

p=. **********************************

*GUIA DE DEBATE*

Sou dirigenta sindical. Tive que ficar na reunião até muito tarde. Tenho dois filhos pequenos e outra vez dormiram sem comer. Eu os deixo com minha sogra, mas ela é idosa e o pai deles está fora do país. Renuncio a meu cargo para cuidar deles ou continuo na luta?

* Primeira solução: Albertina fica na direção e as crianças continuam sob os cuidados da sogra.
* Segunda solução: Albertina renuncia ao sindicato.
* Terceira solução: Albertina organiza uma creche na fábrica e pede apoio a toda a direção sindical.

p=. **********************************

Na atualidade, as mulheres são mais da metade da população mundial. Na força de trabalho, para cada 100 homens são 52 mulheres. No entanto, as remunerações são 20 a 30% menores do que ganham os homens pelo mesmo trabalho.

60% dos 550 milhões de trabalhadores pobres no mundo, que sobrevivem com menos de 1 dólar por dia, são mulheres.

*Mulheres sindicalistas*

Na Espanha, o número de mulheres filiadas aos sindicatos é inferior ao número de homens. Entre 30 e 50% do total é de filiações femininas.

Na América Latina, um terço da força de trabalho é composta por mulheres; no entanto, a taxa de sindicalização feminina não chega a 10% do total da população economicamente ativa feminina (PEA), e não mais que 20% destas mulheres sindicalizadas ocupam algum cargo de direção em sua organização.

*Obstáculos ao interior da organização sindical*

1. Invisibilização. As mulheres sindicalistas não são consideradas para participar em congressos, reuniões com as centrais sindicais, inclusive para as negociações coletivas.
2. Exclusão e discriminação. As omite aberta e deliberadamente, amiúde com a justificação de serem mulheres e terem família para cuidar.
3. Subordinação. São consideradas um objeto passivo, sem capacidade de assumir responsabilidades políticas nem tomar decisões importantes.
4. Desvalorização. São consideradas inferiores, ignorando seus conhecimentos e experiência sindical. A atuação sindical das mulheres enfrenta diversos obstáculos, como: a dupla jornada de trabalho, discriminação, assédio sexual, etc.
6. Assédio sexual. Com frequência, as trabalhadoras sindicalizadas são assediadas por outros dirigentes ou pelos próprios patrões.

*Cotas de participação*

Cada vez em mais países há leis que determinam cotas de participação de mulheres dentro dos sindicatos, quase ao mesmo tempo que as contas nos partidos políticos. Os objetivos destas são:

* equilibrar as representações das trabalhadoras nas instâncias de poder
* permitir que as trabalhadoras demonstrem suas qualidades como dirigentes
* elevar o nível de consciência das trabalhadoras filiadas aos sindicatos
* implementar uma política de gênero junto aos sindicatos e as empresas

bq. Nós mulheres vemos toda a problemática a partir dos olhos da família e dos olhos dos filhos.
Nós tomamos decisões sempre pensando na sociedade.
Susana Rueda, Secretária Geral da Confederação Geral de Trabalhadores da Argentina.

*Para completar…*

Mulheres sindicalistas em teu país ou localidade
Lei de cotas de participação de mulheres sindicalistas na direção de sindicatos
Lembre um caso de uma mulher sindicalista exitosa na direção
Organizações sindicais nacionais (endereço e telefone)

*Como usar este programa?

1.Apresentar o tema.
2.Passar a dramatização do conflito (sem os finais possíveis).
3.Provocar um primeiro diálogo com a audiência (o que acontecerá com a protagonista? O que faria em um caso semelhante? Como terminará este conflito?).
4.Passar os três finais possíveis, um a um, com comentários intercalados. Qual é a melhor solução?
5.Abrir o debate (telefônico e/ou presencial). Nesta ficha há dados para comentar o tema.
6.Você também pode convidar uma dirigenta sindical para comentar o programa e dar seu testemunho.
7.Para terminar, seria conveniente ouvir o programa completo com a solução mais votada pela audiência.

BIBLIOGRAFÍA
Carmen Urrutia Pérez, La participación de las mujeres en las organizaciones sindicales.(enlace)
* María Aparecida de Laia, Género, formación y trabajo, Gestionando la igualdad.(enlace)* Pan y Rosas(enlace)

ALBERTINA, SINDICALISTA MILITANTE

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.