BREVE HISTÓRIA DO DINHEIRO (8)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Dos bancos e banqueiros usurários.

EFEITO DESABAMENTOS

VOCES Goldman Sachs… Morgan Stanley… Merrill Lynch…, Lehman Brothers… Bear Sterns…

NARRADORA Desabam os bancos… os gigantescos bancos de investimentos desmoronam em Wall Street…

EFEITO DESABAMENTOS

NARRADORA Psiu… Ei, senhor banqueiro… sim, o senhor, vem aqui…

BANQUEIRO (CHORANDO) Diga o que você quer… e diga rápido por que estão me esperando na Casa Branca…

NARRADORA Antes da Casa Branca, explique-nos o que aconteceu, a que deve-se esta hecatombe financeira…

BANQUEIRO É que… É que…

NARRADORA É que o quê?

BANQUEIRO É que na bolsa já não há tontos que queiram comprar minhas ações… (CHORA)

NARRADORA Poderia explicar melhor?

BANQUEIRO Veja você, jornalista. O mercado imobiliário, o mercado das casas, é ótimo, um dos melhores…

NARRADORA… porque todo mundo quer ter sua casinha, não é mesmo?

BANQUEIRO Claro, quem não quer? Nações e migrantes, brancos e negros, todo o mundo quer ter teto próprio…

NARRADORA Então, o que aconteceu?

BANQUEIRO Então, nós, os banqueiros, tivemos duas idéias geniais…

NARRADORA A primeira?

BANQUEIRO A primeira, “estimular” o mercado imobiliário, comprar e vender ações na bolsa… voltar a comprar e volver a vender…

NARRADORA E isso fez subir os preços…

BANQUEIRO Claro, é o que queríamos. Essa especulação disparou o preço das casas…

NARRADORA E a segunda idéia genial?

BANQUEIRO “Facilitar” os empréstimos… Emprestar dinheiro, muito dinheiro para as pessoas comprarem casas… Emprestávamos a juros baixos…

MULHER (CHEGANDO) Não seja mentiroso!

NARRADORA Quem é a senhora?

MULHER Uma das logradas pelos senhores, os banqueiros… Porque emprestaram-me a 10 por cento de juros… e em dois anos subiram a 30 por cento!… um roubo!

BANQUEIRO Bom, senhora, nas letras miúdas do seu contrato diziam que as taxas eram “variáveis”…

MULHER Nas letras miúdas, não é?

BANQUEIRO Claro, senhora, esse era o negócio. Casas muito caras com empréstimos muito baratos… que depois se tornavam também muito caros…

MULHER Sem-vergonhas, usurários!

NARRADORA Mas, senhor banqueiro, se foi tão bom o negócio… por que agora está chorando?

BANQUEIRO Porque… porque subimos tanto os preços e as cotas das casas… que agora as pessoas não podem pagar.

NARRADORA Pois lhes tome as casas… não estavam hipotecadas?

BANQUEIRO Sim, mas… o que faz um banqueiro como eu com um monte de casas?

NARRADORA Pois venda as casas a outros.

BANQUEIRO Para quem, se ninguém tem dinheiro para comprar?

NARRADORA Então que os senhores emprestem o dinheiro.

BANQUEIRO E como, se o banco ficou sem dinheiro, sem liquidez?… Bye, bye, vou para Casa Branca…

CONTROLE GOLPE MUSICAL

VOZES (SÁTIRA)

Ninguém vende porque ninguém compra.
Ninguém compra porque ninguém empresta.
Ninguém empresta porque ninguém paga.
Ninguém paga porque ninguém vende.
(REPETE)

CONTROLE GOLPE MUSICAL

HOMEM O famoso economista Keynes dizia que se uma pessoa deve mil dólares a um banco e não pode pagar, essa pessoa está com problemas. Mas se deve um milhão e não pode pagar… quem está com problemas é o bando!

CONTROLE GOLPE MUSICAL

NARADORA Isso é o que aconteceu em Wall Street. Os bancos emprestaram tanto dinheiro para depois estrangular aos devedores… que colocaram a corda em seu próprio pescoço!

EFEITO ENFORCADO

CONTROLE CHARLESTON

BANQUEIRO (SE APROXIMA RINDO)

MULHER E esse aí? Viu o passarinho verde para vir às gargalhadas?

NARRADORA Antes chorando e agora rindo… como foi na Casa Branca, senhor banqueiro?

BANQUEIRO (RINDO) O presidente Bush e o congresso aprovaram um plano de salvação…

NARRADORA Plano de salvação… ou plano de roubação? Mas isso eu conto depois.


CONTINUARÁ…

BIBLIOGRAFÍA
Juan Torres López
http://www.attacmadrid.org/d/10/081007183805.php

BREVE HISTÓRIA DO DINHEIRO (8)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.