BREVEMENTE, ANTES DE DIZER TCHAU

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Uma emotiva produção de Infante-Bolivia.

O seguintemente radioclip apresenta uma relação aberta entre a mãe e sua filha e filho dentro da comunicação, para prevenir que cheguem a ser vítimas de violência sexual e de qualquer tipo de abuso ou exploração infantil. Uma produção de Infante-Bolivia, Promoção Integral da Mulher e a Infância.

Mãe: Filho, filha! Apressem-se vão chegar tarde! 

Filha e filho: Já vamos, mamãe.

Mãe: Por que tanta demora?! Vocês repassaram a lição, ou não?

Filha e filho: Sim, mamãe.

Mãe: Então… Vamos revisar. Filha, o que você tem que fazer quando um desconhecido te quer dar doces? 

Filha: Tenho que dizer  “não quero” e tenho que contar para você, mãe.

Mãe: Bem. O que você tem que fazer quando alguém te acariciar e você não quiser?

Filha: Eu sei, eu sei.

Mãe: Deixe o teu irmão responder. Ele sabe. 

Filho: Tenho que dizer  “Não faça!!” e sair correndo. 

Mãe: E? 

Filho: Ah… Já sei. E também tenho que contar para você, mãe. 

Mãe: Bem. O que tem que fazer quando um estranho quiser tirar a tua roupa e quiser tocar tuas partes privadas? 

Filha: Tenho que gritar “Nãão!!! Minha roupinha… Nãão!!! Acabou de ser lavada…”  e chorar 

Mãe: Que coisa?!!! 

Filha: Brincadeira, mamãe. Ninguém vai tirar minha roupa porque não vou ir com nenhum estranho. 

Mãe: Filha, você me assustou… E como se chama isso? 

Filho: “Violação”, mamãe. 

Mãe: Bem. E o que pode te acontecer se alguém te faz uma violação? 

Filha: Posso ficar doente e eu não quero… 

Mãe: E vocês têm a culpa se lhes fazem isso? 

Filha e filho: Não! 

Mãe: Bom… Tudo bem. 

Filho: Agora, você, mamãe. Se te dizemos a verdade, mas a verdade sempre, você vai ficar brava? 

Mãe: Não. Mas ai de vocês se não me disserem a verdade. Ai sim eu vou ficar brava. 

Agora vão. Vão se cuidar. 

Filha e filho: Sim, mamãe. Não te preocupe. Tchau! 

Voz: A educação começa na família. Falar abertamente com nossas filhas e filhos pode preveni-los contra a violência sexual infantil e contra todo tipo de violências. 

Proteja-os você também! 

Esta foi uma produção de Infante-Promoção Integral da Mulher e da Infância, com o apoio de HIVOS.

Intérpretes:

Escrito por: Alejandro Marañón

Mãe: Mabel Zurita

Menina: Laura De La Zerda Villagomez

Menino: Jorge Arancibia


GUIA DE USO

Como usar este clip?

OPÇÃO 1

Para transmitir fora de um programa de rádio ou televisivo

1. Antes de transmitir ol radioclip o condutor deve anunciar que se alguém conhece,

sabe ou ouviu sobre algum caso de violência, Tráfico e/ou violência sexual comercial

de crianças e adolescentes, deve denunciar às instituições pertinentes:

Defensorias, Conselho Tutelar ou Vara de Proteção à Família.

2. Passar o radioclip.

3. Depois de ser transmitido o radioclip é importante dar a conhecer os conceitos

básicos sobre violência sexual comercial e exploração do trabalho infantil e a

importância da comunicação familiar como fator preponderante de prevenção.

A reflexão sobre a comunicação familiar é vital e sobre quais são os fatores

que geram uma falta de comunicação, ou problemas de gerar uma relação aberta

entre pais e filhos/as. Deve-se destacar que a carência de afeto e comunicação

e/ou informação podem ser as causas para que as crianças e adolescentes sejam

vítimas de enganos por parte de terceiros que podem levá-los a ser vítimas de

violência e/ou abuso sexual.

É importante destacar a instrução das crianças sobre o tema da violência

infantil.

OPÇÃO 2

Para transmitir durante um programa de rádio ou televisivo ou uma oficina

Este radioclip é ideal para abordar as consequências da falta de comunicação no

interior da família. O/A radialista, apresentador/a ou facilitador/a da oficina pode

contar com convidados provenientes de instituições de desenvolvimento humano.

Sugerimos colocar as seguintes perguntas:

1.- Quem tem uma boa comunicação com seus filhos e/ou filhas?

2.- Quem fala com seus filhos e/ou filhas sobre sexo?

3.- Quem ensinou a seus filhos e/ou filhas o que é violência sexual infantil?

4.- Fazer ouvir o radioclip

5.- É difícil falar com as crianças sobre sexo? Sim, não, por quê?

6.- É difícil falar com as crianças sobre a violência e abuso sexual

infantil?

7.- Quais podem ser as consequências de evitar essa conversa?

8.- Quais são os benefícios de ter uma comunicação aberta com os filhos e/ou

filhas?

9.- Alguém conhece algum caso de violência sexual infantil ou a exploração do trabalho

infantil ou a exploração sexual comercial infantil?

10.- Na plenária, podemos realizar um pequeno sociodrama para exemplificar o

tema.

Aqui algumas opções:

1.- A criança fazendo muitas preguntas sobre a sexualidade aos pais e

estes evitam o assunto

2.- Crianças enganadas por não saber o que é violência sexual infantil.

3.- Como uma pessoa abusa de uma criança dando uma informação falsa sobre

sexualidade

4.- Os pais falando com as crianças e/ou filhas sobre o tema sexualidade.

5.- Os pais falando sobre o abuso sexual infantil.

*OS ADULTOS DEVEM FAZER DE FILHOS. TODA RESPOSTA DEVE SER OUVIDA E DISPOSTA PARA DIALOGAR, NÃO PARA CRITICAR
RECOMENDAÇÃO FINAL:

Se receber uma ligação de denúncia, encaminhe o caso ao Conselho Tutelar ou a Vara de Proteção à Família mais próxima.

BREVEMENTE, ANTES DE DIZER TCHAU

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.