SUSANA MINHA IRMÃ É DROGADA

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Minha irmãzinha é viciada, drogada, consumidora. Quando morreu minha mãe, eu prometi que cuidaria dela e não estou fazendo isso bem. Ela está perdida e eu também a seu lado. Além disso, não aceita seu vício e recusa qualquer ajuda.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

SUSANA Um inferno, nisso se converteu minha família. Porque isso somos minha irmã Rita e eu, desde que nossa mãe morreu.

MÃE (REVER) Susana, filha. Cuide da tua irmãzinha. Nunca a deixe sozinha.

SUSANA Eu tinha 16 anos e ela, só 12. Meu pai logo arrumou outra mulher e nós passamos a ser “um incômodo” para a senhora.

SENHORA Não aguento as tuas filhas… são umas sujas… preguiçosas!

SUSANA Rita e eu fizemos vida aparte. Na mesma casa, mas tratando de que não nos notassem. Mas quando Rita chegou a adolescência…

CONTROLE ROCK PESADO

SUSANA Rita, aonde vai?

RITA Com uns manos, Su. Divertir-me.

SUSANA Você não tem prova amanhã? Não estudou nada.

RITA Para que estudar? Dá na mesma.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

SUSANA Nada lhe importava. Os estudos, a roupa, a comida, eu. Quanto mais minha irmã crescia, mais eu me angustiava. Até tinha arrumado um namorado e, quando dava na telha, não aparecia em casa.

EFEITO LAR

SUSANA Onde estava, Rita? Avise-me, fico preocupada.

RITA Olha, você parece a madrasta. (FINGIDA) Alô? Susana, aviso que vou dormir com o João. É isso que você quer?

SUSANA Rita, entenda. Estamos sozinhas, você sabe que só temos uma a outra.

RITA E o que você quer? Vamos embora. Odeio nosso pai e a mulher dele.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA O ambiente na casa se tornou cada vez pior. Então quando fiz 20 anos, procurei um trabalho e aluguei um apartamento.

RITA Finalmente livres! Agora, vamos viver como bem entender.

CONTROLE MÚSICA ALEGRE

SUSANA Para Rita, viver “como bem entender” significava sair com gente estranha. Voltar tarde ou não voltar para dormir. Ou chegar cheirando a álcool ou a sei lá o quê. Até que um dia…

EFEITO TELEFONE

GAROTO Olá, é a Susana?

SUSANA Sim, o que foi?

GAROTO Olha, aqui está uma moça que diz ser tua irmã. Venha buscá-la.

SUSANA Aconteceu algo?

GAROTO Ela passou da dose e está intoxicada. Ela não pode ficar aqui.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

SUSANA Meu coração quase parou. Travada, dose, intoxicada. Corri para buscá-la e a encontrei em um estado lamentável. Tinha os olhos vidrados e apenas podia caminhar. A levei a um hospital.

EFEITO HOSPITAL

MÉDICO Sinto por você, sua irmã é uma viciada. Olhe os braços dela e o nariz.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

SUSANA Só então entendi muitas coisas: Rita saía de noite, não trabalhava nem estudava, tinha emagrecido muito. Como vivemos em uma zona fria, usava mangas compridas. Então, como ia perceber?

CONTROLE MÚSICA TRANSPOSIÇÃO

SUSANA (REVER) Rita, viu o relógio da mamãe? É a única lembrança que temos dela.

RITA Não sei.

SUSANA (REVER) Desapareceram várias coisas do apartamento e eu culpava os outros inquilinos. Até que recebi essa ligação e depois o hospital…

MÉDICO Sua irmã é viciada.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA Depois dessa revelação tão amarga, começou uma guerra com minha irmã.

CONTROLE TELEVISÃO

SUSANA Você tem que trabalhar, Rita. Não posso continuar te sustentando.

RITA Ninguém te pediu.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA A situação piorou. (CHEIRANDO) O que é isso Rita, que cheiro estranho é esse em casa?

RITA Cheiro? Que cheiro?

SUSANA Rita, você está se drogando aqui? O que é isso?

RITA (INCOERENTE) Quer, irmãzinha? Assim você esquece-se da vida de merda que levamos. Vai ver como vai se sentir bem. (RISADAS)

SUSANA Não dormi. Minha irmãzinha é viciada, drogada, consumidora. Eu prometi a minha mãe que cuidaria dela e não estou fazendo isso bem. O que posso fazer? Não tenho nem ideia. E você, o que faria em meu lugar?

CONTROLE MÚSICA SUSPENSE

*PRIMEIRA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Primeira solução…

SUSANA Rita, você está se drogando aqui? O que é isso?

RITA (INCOERENTE) Quer, irmãzinha? Assim você esquece-se da vida de merda que levamos. Vai ver como vai se sentir bem. (RISADAS)

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA A deixei em seu quarto. Tive pena por ela, por mim. O que nossa mãe diria? Voltaria a morrer. (PAUSA) No dia seguinte…

EFEITO BATIDA NA PORTA

SUSANA Rita… Rita…

EFEITO ABRE PORTA

SUSANA Estava dormindo, pálida. Pobrezinha… (SUAVEMENTE) Rita… irmã…

CONTROLE MÚSICA TRISTE

SUSANA Os dias seguintes foram muito tristes, muito duros… não sabia o que fazer. Nisso, vi na televisão uma reportagem sobre drogadição. Imediatamente, liguei para uma consulta.

EFEITO CLÍNICA

MÉDICO A drogadição é uma doença que causa dependência física ou psicológica, Susana. Domina a vontade de tal maneira que a pessoa faz coisas que não faria sem drogas, como mentir, roubar, prostituir-se e inclusive matar.

SUSANA Tem cura, doutor?

MÉDICO A pessoa viciada em drogas tem que desejá-lo. De outro modo, não teria força nem constância para nenhuma terapia ou medicação.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA Saí do hospital direto para casa. (PAUSA) Rita… Rita… Rita? Não estava em casa. Esperei a noite toda e ao amanhecer, chegou com seu namorado. Um drogado como ela.

EFEITO RUA

SUSANA De onde vem, Rita?

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA Não me respondeu. Olhou-me com olhos vidrados, sua boca estava seca e quase branca. A vi mais desvalida que nunca. Tinha que agir. Se a deixasse continuar nesta carreira para a morte, ia ficar verdadeiramente sozinha. (SOLUÇA)

CONTROLE MÚSICA TRISTE

SUSANA A coloquei para dormir. Enquanto a via quase desmaiada, decidi.

EFEITO TELEFONE

SUSANA Alô? Por favor, preciso de uma ambulância.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

SUSANA No hospital prometem ajudar-me, farão um tratamento para desintoxicá-la. É um longo processo, doloroso para ela, para mim. Também a acompanharei na reabilitação psicológica. Não a deixarei sozinha. Ambas temos que nos salvar.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

*SEGUNDA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Segunda solução…

SUSANA Rita, você está se drogando aqui? O que é isso?

RITA (INCOERENTE) Quer, irmãzinha? Assim você esquece-se da vida de merda que levamos. Vai ver como vai se sentir bem. (RISADAS)

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA Saí correndo pra rua. Rita estava passando dos limites, drogar-se em casa! Voltei tarde, não queria vê-la nesse estado. Efetivamente, estava tão tranquila vendo televisão.

EFEITO TV

SUSANA Temos que conversar, Rita.

RITA Sobre o quê?

SUSANA Como do quê? Tem que deixar as drogas e trabalhar. O que eu ganho não dá e você leva o pouco que temos. Logo você vai vender o televisor.

RITA Ai, não inventa.

SUSANA Tem que procurar ajuda. Não aguento mais.

RITA (AGRESSIVA) Por favor, Susana!… Quem me daria trabalho? Para ser escrava de um maldito dono de bar, prefiro não trabalhar.

SUSANA Então, ajude-me na casa. Eu não posso com tudo. E por Deus, não se drogue.

RITA Quem disse que me drogo? Eu só me divirto, maninha. (RISADAS)

CONTROLE GOLPE MUSICAL

SUSANA Nada, não posso falar com ela. Como sair deste inferno? Já não suporto mais esta
responsabilidade. (CHORA) Perdoe-me, mamãe, mas estou me cansando da Rita.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA Poucos dias depois…

CONTROLE ROCK PESADO

EFEITO GRITOS E RISADAS DE RAPAZES

SUSANA O que está acontecendo aqui?

GAROTO Quem é você?

RITA Minha maninha, a santa Susana.

EFEITO RISADAS E TIRAÇÃO DE SARRO

SUSANA Não pude me controlar. Fiquei com uma fúria terrível e chamei a polícia.

EFEITO SIRENE POLÍCIA, GRITOS RAPAZES

SUSANA Levaram a todos, inclusive minha irmãzinha. Eu fiquei chorando, sentindo-me culpada mas, por outro lado, decidida a mudar minha vida. Melhor dito, a vivê-la. Sinto, Rita. Você já é adulta e eu não serei mais responsável por você.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

*TERCEIRA SOLUÇÃO*

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Terceira solução…

SUSANA Rita, você está se drogando aqui? O que é isso?

RITA (INCOERENTE) Quer, irmãzinha? Assim você esquece-se da vida de merda que levamos. Vai ver como vai se sentir bem. (RISADAS)

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA (PENSANDO) Fiquei com pena de vê-la assim, não podia reconhecê-la. Se meu pai ficasse sabendo me culparia ou não se importaria.

RITA (RISADAS)

SUSANA Rita gritou a noite toda. Gosto muito dela, é minha irmã mais nova, quase minha filha. Como permitir que se perda?

CONTROLE MÚSICA TRISTE

SUSANA No dia seguinte, fui trabalhar muito preocupada. A morte de nossa mãe e o desamor de nosso pai, a levaram às drogas. A evadir da realidade.

RITA (REVER) Temos uma vida de merda, Su.

EFEITO ÔNIBUS

SUSANA No ônibus em que ia, subiu um homem vendendo balas.

HOMEM Senhores e senhoras. Somos do centro Jesus Salvador, vendemos doces para a recuperação de nossos irmãos drogados. Eu fui salvo pela graça de Deus. Ajudem-nos a salvar outras almas.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

SUSANA Fiquei inquieta. Será este o caminho para salvar a Rita?

EFEITO ESCRITÓRIO

SUSANA Comentei com uma amiga.

AMIGA Parece-me perigoso, Susana. Vai trocar uma droga por outra. Os convertem em fanáticos religiosos.

SUSANA Não será melhor que Rita viva rezando ao invés de prostituir-se ou morrer intoxicada?

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA A conversa me deixou mais confusa, então fui ao centro Jesus Salvador. Alguns garotos e garotas cantavam e dançavam. Um animador lhes ensinava salmos.

EFEITO CANTOS EVANGÉLICOS

SUSANA Não pude perceber nada de mau. Em seus rostos havia tranquilidade e até alegria. Voltei para buscar a Rita. (PAUSA) Rita… Rita…

EFEITO LAR

RITA Está louca, Susana.

SUSANA Logo você será a louca e já não poderei fazer nada por você. Se não aceitar, vai ter que sair de casa.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA

SUSANA Insisti, a ameacei e Rita aceitou. É meu último recurso, tenho fé que com ajuda religiosa, ela voltará a ser uma pessoa normal.

CONTROLE CARACTERÍSTICA DA SÉRIE

LOCUTORA Cem mulheres em conflito. Uma produção SERPAL. Escrita e dirigida por Tachi Arriola Iglesias. Edição e montagem, Carlos Romero.

p=. **********************************

p=. GUIA PARA O DEBATE

_Minha irmãzinha é viciada, drogada, consumidora. Quando morreu minha mãe, eu prometi que cuidaria dela e não estou fazendo isso bem. Ela está perdida e eu também a seu lado. Além disso, não aceita seu vício e recusa qualquer ajuda._
* _Primeira solução: Susana interna a sua irmã em um hospital para dependentes de drogas._
* Segunda solução: Susana denuncia a sua irmã e a seus amigos à polícia.
* _Terceira solução: Susana leva a sua irmã a uma instituição religiosa que ajuda pessoas dependentes de droga._

p=. **********************************

*O que é a drogadição?

A dependência da droga é o consumo excessivo, persistente e periódico de toda sustância tóxica com sérias consequências físicas e psíquicas. Por ser uma doença que causa dependência, não depende unicamente da decisão pessoal sair dela.

*Quais são as consequências do abuso de drogas?*

Perda do bom funcionamento cerebral, já que as sustâncias afetam seu sistema nervoso. Apresentam convulsões, o coração se acelera, sofrem tremores e dispersão da atenção.
* Alterações no comportamento, a percepção das cosas, as emoções. Alucinações, movimentos trôpegos, excesso de alegria ou de depressão.
* Segundo o grau de drogadição, perdem interesse por tudo que não seja droga, até pode os levar a prostituição, a loucura e a morte.
* As relações familiares e amizades se tornam instáveis.
* Baixa o rendimento no trabalho ou no estudo. Abandonam metas e planos, recorrendo a droga como única “solução”.
* Chegam a roubar ou prostituir-se para conseguir dinheiro e consumir.
– As pessoas perdem a censura e fazem coisas que não fariam normalmente, como mentir, roubar, prostituir-se e inclusive matar.

*Caminhos para drogadição*

* O afã de fugir da realidade. As drogas proporcionam uma via de escape, um alívio temporal aos problemas pessoais, familiares ou sociais. Também são uma porta de saída frente à solidão, a uma pobre auto-estima e a problemas afetivos.
* A facilidade de conseguir drogas. Nas ruas e até nas portas das escolas podem ser adquiridas. Quem as comercializam a dão de “presente” na primeira vez.
* Na adolescência, as garotas e os garotos querem pertencer a um grupo e se encontram que uma das condições é o consumo de drogas, o aceitarão.
* A curiosidade e o desejo de experimentar sensações novas. Os meios de comunicação naturalizam a violência e o uso de sustâncias para a “curtição”.
* Desde pequenos veem o consumo e abuso familiar de drogas permitidas socialmente: cigarros, álcool e comprimidos. Inclusive muitas famílias induzem as crianças a tomar parte neste consumo e o consideram “uma graça”.
* Um ambiente familiar demasiado permissivo ou demasiado rígido. A desatenção, as famílias divididas ou destruídas, a falta de comunicação na família.

*A família da pessoa dependente*

Os comportamentos do dependente dominam a rotina do lar, os familiares cada dia se cansam mais de protegê-lo por suas reações violentas. Não lhe interessa a família, as pessoas, nem muito menos o que eles façam por ele ou ela. Só lhe interessa a droga.
A família se sente culpada e se torna cúmplice do drogado ou drogada. Se tornam co-dependentes e assumem comportamentos arbitrários e inadequados, controle compulsivo, despersonalização, atitudes solidárias inapropriadas. Cedem o poder ao dependente que os mantém enganados e prisioneiros com falsas promessas, delírios de grandeza, projetos utópicos e agressões.
Geralmente, a mãe assume o papel co-dependente que o absolve de qualquer responsabilidade e assume todas as tarefas e responsabilidades que este tinha.
A recuperação da pessoa dependente compromete toda a família que deverá mudar de hábitos e fazer terapia para poder enfrentar positivamente esta situação.

bq. Drogas distantes, drogas próximas,
nóias murchos, patrulhas urbanas.
Os lixeiros encontram um corpo,
e perguntam: “estás vivo ou morto”.
Drogas pesadas enchem sepulturas.
Drogas pesadas enchem sepulturas.
Drogas pesadas enchem sepulturas.
Ilegais

*Para completar…

A Organização Mundial da Saúde (2007) indica que 12.4% da mortalidade total do mundo se atribui ao uso de drogas psicoativas, distribuídas da seguinte maneira: 8.8% por causa do tabaco, 3.2% por álcool e 0.4% por drogas ilegais.
Estatísticas sobre consumo de drogas em teu país e localidade
Lei sobre consumo de drogas em teu país e localidade

Lembre um caso como o de Susana e sua irmã, como se resolveu?
Lugares de orientação e programas de atenção a pessoas dependentes de drogas (endereço e telefone)

*Como usar este programa?*

1. Apresentar o tema.
2. Passar a dramatização do conflito (sem os finais possíveis).
3. Provocar um primeiro diálogo com a audiência (o que acontecerá com a
protagonista? O que faria em um caso semelhante? Como terminará este
conflito?).
4. Passar os três finais possíveis, um a um, com comentários intercalados. Qual é a melhor solução?
5. Abrir o debate (telefônico e/ou presencial). Nesta ficha há dados para comentar o tema.
6. Você também pode convidar uma psicóloga ou uma pessoa com um familiar dependente de drogas para comentar o programa e responder as perguntas da audiência.
7. Para terminar, seria conveniente ouvir o programa completo com a solução mais votada pela audiência.

SUSANA MINHA IRMÃ É DROGADA

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.