EXPOSIÇÕES LIVRES

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Se você não pôde assistir ao Congresso, revise as exposições e os vídeos das palestras principais.

Nos dias 30 e 31 de maio de 2013 celebrou-se em Quito a II edição do Congresso Internacional de Cultura Livre.

Foram dois dias intensos com mais de 200 participantes nas 19 palestras, 6 oficinas, 3 conferências magistrais e uma mesa redonda.

Algumas das conclusões que se obtiveram das conversações e palestras foram:
* Unânime acordo em que a Cultura é um processo de construção livre e coletivo e que dessa mesma forma deveria ser devolvido à cidadania.

* Os produtos culturais e educativos são bens comuns intangíveis, não bens de mercado. Por isso, é necessário entender o acesso à Cultura e à Educação como Direitos que estão muito acima do direito das empresas de lucrar e fazer negócio.

* Os governos devem trabalhar para garantir estes direitos a todas suas cidadãs e cidadãos, sem que isto prejudique aos autores, artistas e criadores. É preciso encontrar modelos alternativos aos atuais de Propriedade Intelectual que só perseguem o benefício das empresas intermediarias e não dos criadores e da cidadania.

* Estamos obrigados a buscar novas formas de criação, difusão e consumo dos bens culturais e educativos nestes tempos digitais, e fazê-lo usando Tecnologias Livres e licenças abertas como, por exemplo, Creative Commons.

Se quiser ter todos os detalhes do Congresso te convidamos a visitar o site web(enlace) onde já está publicado o informe final(enlace) e todas as exposições.(enlace)

Também pode ver algumas das fotos do Congresso(enlace) tomadas por Carlos Vizuete e Beatriz Elguero.

Ou ver os  vídeos(enlace) das Conferências Magistrais.

Esperamos tuas opiniões e comentários para continuar enriquecendo o debate em torno à Cultura Livre e assim começar a preparar a terceira edição deste Congresso.

EXPOSIÇÕES LIVRES

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.