FEMINICÍDIO, UM CRIME COM DEDICATÓRIA

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

No México se assassinam 5 mulheres por dia. A taxa mais alta do continente.

EFEITO RÁDIO

JORNALISTA Karina del Pozo, uma jovem modelo de 20 anos, foi encontrada morta em um terreno baldio ao norte de Quito, Equador. Ao que tudo indica, foi torturada, violada e assassinada por seus amigos, depois de uma festa. Acredita-se ser um crime de ódio. Um feminicídio.

CONTROLE GOLPE MUSICAL

LOCUTORA Feminicídio. Uma palavra nova, um delito antigo. O assassinato de extrema violência machista contra mulheres adultas, adolescentes e crianças só pelo fato de serem mulheres, estremece a América Latina.

RAPAZ (EFEITO METÁLICO) Você vai ver como se mata uma puta (ECO)

LOCUTOR No Equador, três jovens foram capazes de tirar a vida de uma garota, ou ser cúmplice, porque “entendiam” que se tratava de uma puta.

VOZES Puta… puta… puta.

CONTROLE CORTINA DRAMÁTICA

LOCUTORA No Equador não há cifras oficiais e o feminicídio ainda não está tipificado como crime. Entre 2010 e 2012 se produziram 728 casos.

LOCUTOR Na Bolívia, nos últimos quatro anos, 345 feminicídios.

LOCUTORA Na Argentina, nos primeiros meses de 2012 se registraram 119 feminicídios.

LOCUTOR No Peru uma mulher é assassinada a cada três dias. Dez feminicídios a cada mês.

LOCUTORA Na República Dominicana, nos primeiros meses de 2012 foram assassinadas 80 mulheres na mão de seus companheiros.

LOCUTOR México deu o sinal de alerta. México DF, Chihuahua, Michoacán, Oaxaca, Chiapas, Sinaloa, Guerrero e Sonora são os estados onde se cometem mais feminicídios. Neste país se assassinam 5 mulheres por dia. É a taxa mais alta do continente.

HOMEM 1 Me enganava. Não suportei. Ela era minha ou de ninguém.

HOMEM 2 Me deixou e levou meus filhos. Era uma biscate.

HOMEM 3 Não sabia o que fazia. Estava bêbado.

HOMEM 4 Por ciúmes a matei.

CONTROLE NOS MATAM POR SER MULHERES KARLA LARA

LOCUTORA Os assassinos se justificam de qualquer modo. E em suas palavras, carregadas de machismo, eles não se sentem culpados.

MULHER As culpadas acabamos sendo nós. Somos as responsáveis, ainda depois de mortas.

TESTEMUNHO Seu grande amor era seu marido…ela não pensou que as coisas iam chegar a tanto.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

LOCUTOR As modalidades de feminicídio chegam a uma desumanização alarmante. O cônjuge, o convivente, seu ex-companheiro, um familiar ou qualquer desconhecido esfaqueia, asfixia, espanca, dispara um arma, queima as mulheres.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA Nos matam por ser mulheres.

LOCUTORA Os assassinos não estão sendo castigados. E não o serão enquanto a sociedade tratar como natural o maltrato de mulheres.

LOCUTOR Enquanto se ensine aos homens que são superiores e donos das mulheres, das que estão perto deles e das desconhecidas.

LOCUTORA Enquanto a justiça não resolver as denúncias e deixar em liberdade os assassinos. Enquanto não se assinalar o feminicídio como um crime contra as mulheres.

TESTIMONIO a quantas mulheres mais terão que morrer para que pare esta violência? Teremos leis justas? … nós as mulheres vamos sair e nos defender com nossas mãos se for possível.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA Nos matam por ser mulheres.

LOCUTOR Ainda quando o assassinato de mulheres se converteu em uma pandemia, poucos países na América Latina tipificaram o feminicídio como um crime agravado diferenciando-o da violência intra familiar.

LOCUTORA Argentina, Bolívia, Costa Rica, Chile, Guatemala, El Salvador, México e Peru já o fizeram com penas entre 25 e 30 anos para os assassinos. Nós mulheres esperamos com urgência que se dê em todos os demais países.

CONTROLE MÚSICA TRISTE

MUCHACHA Não mais Karinas, nem Leylas mortas. Não mais Juanas, nem Silvias assassinadas. Nem uma morte mais.

CONTROLE MÚSICA DRAMÁTICA Nos matam por ser mulheres.

FEMINICÍDIO, UM CRIME COM DEDICATÓRIA

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.