QUANDO É JUSTIFICADO UM ABORTO?

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Nenhuma mulher aborta por diversão. São situações limites em que é preciso escolher o mal menor.

LOCUTOR A seguir, nosso habitual espaço “O consultório sexual da doutora Mirales”.

CONTROLE CARACTERÍSTICA CONSULTÓRIO

DOUTORA Amigas, amigos, como estão? Bem? Pra lá de bem? Como têm acompanhado, nestes consultórios estamos tratando um tema duro, difícil, mas que precisamos discutir. O aborto. E lhes dizia que hoje quero conversar sobre os casos, as situações que justificam a interrupção de uma gravidez. Ou nada a justifica? Em que situações uma mulher pode decidir interromper sua gravidez?

EFEITO TELEFONE

DOUTORA Já está tocando o telefone… É que este é um problema que afeta a muitas mulheres… a muitos casais… Alô?

GAROTA Alô, doutora… Pois sabe, eu tenho uma amiga, uma garota jovem, que… bom, que abusaram dela. A violaram. Ela não se atreveu a dizê-lo em sua casa, por vergonha. Ficou traumatizada, feita em pedaços. Mas mais traumatizada ainda quando sua menstruação não veio e percebeu que estava grávida desse criminoso. O que poderia fazer? Como poderia ter em suas entranhas o fruto de algo tão horrível que lhe havia ocorrido? Ela foi e abortou.

EFEITO TELEFONE

DOUTORA Espere, que tenho outra chamada, fique na linha… Alô?

ANCIÃ Sim, doutora, é para dizer a essa moça que está falando que o que aconteceu com a amiga dela é horrível, mas mais horrível é o que ela fez, matar uma criatura. Um pecado não cobre com outro pecado. Só isso. Obrigada.

GAROTA Mas, doutora, minha amiga não matou ninguém… foi a ela que mataram!

DOUTORA Talvez a vovó não ouviu o programa anterior em que explicamos que um embrião de poucos meses não é ainda uma criatura, não está formado ainda.

GAROTA Então, minha amiga fez bem ou fez mal?

DOUTORA Se ela tomou sua decisão livremente, ninguém pode acusá-la de nada. Em caso de violação, abortar é um direito de qualquer mulher.

EFEITO TELEFONE

DOUTORA Vejamos… Alô, diga-me?

HOMEM Como está, doutora Mirales?… Sabe, eu conheço bem de perto o caso de uma mulher que aos dois ou três meses de gravidez foi descoberto que ela tinha um câncer, um tumor maligno no útero. O médico lhe aconselhou que abortasse.

DOUTORA É claro, a vida da mãe está em grave perigo. E o que ela fez?

HOMEM Ela não sabia o que fazer. Umas amigas cristãs lhe diziam que confiasse, que Deus proverá.

DOUTORA Deus? Ela era a que tinha que prover. O que fez? Conte-me.

HOMEM Seu marido foi que a orientou. Seu marido lhe disse: temos dois filhinhos. O que você quer, que eles fiquem órfãos e eu viúvo? É isso que você quer? Vamos e termine essa gravidez de imediato. E comece teu tratamento. E isso fez a mulher.

DOUTORA E muito bem feito. É o que se chama um aborto terapêutico, quando é preciso escolher entre o feto e a mãe. Ou também o aborto eugênico, quando já se sabe que o feto vem com más-formações graves, sem cérebro, sem encéfalo… Na maioria dos países o aborto terapêutico e o eugênico são legais.

HOMEM Eu digo, doutora, que são situações limites. Porque não acho que nenhuma mulher aborte por diversão. São situações limites em que é preciso escolher, diríamos, o mal menor.

EFEITO TELEFONE

DOUTORA Sim, diga-me?

COMADRE Mas, doutora, também há outros casos… Eu tenho uma comadre que o marido é um bêbado… Chega bêbado, a espanca, a força, a engravida. Já tem cinco filhos e ela é que tem que criá-los, porque o bandido não lhe dá nem para o leite. Enfim, há uns dias passei na casa dela e… sabe como ela estava?

DOUTORA Não me diga que novamente… ?

COMADRE Novamente grávida. Ah, não, é demais da conta, de jeito maneira. Já tem cinco moleques. O sexto, não.

DOUTORA E o que fizeram?

COMADRE Eu mesma a acompanhei a uma senhora muito limpa e muito responsável para que interrompesse isso. O que a senhora me diz, fiz bem ou mal?

DOUTORA Eu digo que você fez muito bem. E também digo que cada caso é diferente, e que somos as mulheres as que temos que tomar as decisões. Porque é nosso corpo, nossa vida. Mas o técnico já está me fazendo sinais porque passei da hora. Então… até a próxima, amigas e amigos!

QUANDO É JUSTIFICADO UM ABORTO?

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.