SEM PAGAR UM CENTAVO!

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Como por uma rádio na internet usando software livre e plataformas gratuitas

A rádio “online” está na moda. Muitas rádios se dirigem a ela. Em Radialistas, como sabem, somos um pouco céticos com esta moda. Há pouco publicamos um radioclip onde mostrávamos a forma de averiguar quanta gente escuta nossa rádio virtual. E ao fazer a prova com muitas destas rádios, os resultados são evidentes: quase todas têm muito pouca audiência. 

Mas não podemos negar que o streaming é uma ferramenta muito útil. Para muitos projetos que não conseguem frequências de FM ou para emissoras já estabelecidas que contam com uma programação no ar, ter sua rádio na Internet é ganhar uns ouvintes a mais, muitos deles, migrantes que se encontram longe de seu país. 

Com essa ideia, Rádio Cima, ao pé do Cerro Tumbador, na Guatemala, pôs faz pouco seu sinal virtual no ar. Lhes ajudaram Paula e Patricio, os viajantes do projeto Rádio Mochila que continuam suas andanças pela América Latina, capacitando radialistas e agora convertidos em evangelizadores do Software Libre. 

O interessante desta experiência que lhes compartilhamos é que puseram a rádio online sem que lhes custasse um centavo. Usaram para isso programas livres e plataformas gratuitas. O mesmo fez Odiseo, outro radialista de Tarapoto, Peru, que nos contou sua experiência. Com todos esses dados elaboramos este breve manual para soar na Internet grátis. 

SERVIDORES 

A primeira coisa é escolher o servidor de streaming gratuito para retransmitir. Há várias opções. Os mais conhecidos são www.listen2myradio.com e www.myradiostream.com (antes chamado freestreamhosting.org). 

Ambos prometem milhares de ouvintes simultâneos, mas são serviços comerciais que oferecem streaming pago usando as contas gratuitas para captar clientes. Além disso, possuem o inconveniente de não te deixar colocar um simples reprodutor em tua web ou blog com a rádio, mas que os ouvintes devem passar primeiro pelas páginas web deles para te ouvir. 

Outro serviço gratuito é www.caster.fm e Odiseo provou www.radionomy.com que ainda usa fraldas, mas promete muito.

Depois de provar e provar, todos ficam com Giss.tv. Primeiro, porque não é um projeto comercial, mas um serviço pensado para meios comunitários que querem saltar para a web. Não se corta, não há quase defasagem no sinal entre a transmissão e o que chega ao ouvinte e é simples de configurar. E um plus é que usa o Software Livre Icecast em seus servidores, frente ao resto que opta pelo privativo Shoutcast. Abrir tua conta no Giss.tv não leva mais que 5 minutos. 

SOFTWARE PARA TRANSMITIR 

Temos duas boas opções. Uma é a Internet DJ Console (IDJC). Se instala do Gerenciador de Pacotes ou Centro de Software de qualquer distribuição GNU/Linux. 

A vantagem deste programa é que tem tudo integrado. É como um console de DJ, com dois reprodutores para fazer mesclas, mas traz integrado o sistema de transmissão. E outra vantagem a mais é que podemos conectar ao mesmo tempo com vários servidores de streaming. Rádio Cima abriu diferentes contas, configurou a saída do IDJC para vários streaming (permite tanto Icecast como Shoutcast) e assim, se um cai ou se sobrecarrega, a gente tem outras alternativas

A segunda opção é Radit. Já falamos deste automatizador de rádio livre em outro radioclip. Sua vantagem frente ao IDJC é que automatiza a programação, não é só um reprodutor. Pode soar a uma hora específica a publicidade ou uma rodada de spots. 

Além do Radit, temos que instalar RaditCast, o programa para enviar o sinal ao servidor. É muito simples de configurar ainda que não permita múltiplos streamings. Se alguma rádio ainda usa Windows, Radit e RaditCast possuem versões para este Sistema Operacional (SO). IDJC só trabalha em GNU/Linux. 

BLOG 

Estamos no ar! Agora necessitamos um espaço para que as pessoas nos escutem. Como o requisito é não gastar dinheiro, vamos a optar por um blog, em vez de uma web pessoal, pela qual teríamos que pagar servidor e domínio. 

As duas opções mais conhecidas são  Blogger e WordPress. O primeiro é muito simples de manejar e está integrado a todas as outras plataformas do gigante Google. Como os gigantes nos dão um pouco de medo, melhor optamos por WordPress, muito completo, com muitas aplicações e templates para dar nosso próprio estilo ao blog. É também muito simples de manejar, além de toda a interface de administração está em castelhano. 

REPRODUTOR 

No blog podemos publicar fotos, notícias, mas devemos colocar um reprodutor para que escutem nossa rádio. Recomendamos MusesRadioPlayer. É livre e tem vários para escolher. É simples de configurar e, quando termina, só tem que copiar um código e colar no blog. Atenção, o endereço tem que se colocar como a URL do streaming. Deve estar completa, com a barra final (/), por exemplo: http://191.167.191.28:8000/ ou http://giss.tv:8000/radiocimaestereo.mp3

E como agora tem gente que escuta as rádios online de seu smartphone, pode se colocar um link para que o procurem em TuneIn, um sintonizador de rádios online para celulares. Assim fizeram os companheiros e companheiras da rádio Quiché Nawal Estéreo.

PUBLICIDADE 

É o último passo, o momento de dar a conhecer a rádio. Anuncie pelas Redes Sociais, que os locutores os divulguem em seus programas, mande e-mails,…

O processo completo pode levar pouco mais de meia hora para ter tua rádio no ar e, o melhor, sem gastar nem um centavo. Topa? Faça, e nos conte a experiência. Te deixamos alguns manuais para que não te perca pelo caminho. 

SEM PAGAR UM CENTAVO!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.