TE FISGARAM!

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Oxalá nunca tenham te fisgado com o anzol da fraude na Internet.

Os farsantes pescadores que todo dia navegam pela web para fisgar incautos peixinhos estão à espreita. E a cada dia há mais praticando o “phishing”!

“Phishing” é uma palavra relativamente nova que vem do verbo inglês “fish”, que significa pescar.

Como pescam estes ciberdelinquentes? É muito simples.

Os pescadores da fraude lançam seus anzóis na Internet na forma de supostos e-mails de um banco. Neles solicitam, com qualquer desculpa, as chaves de aceso à conta.

O crédulo peixinho morde a isca, acredita no e-mail e responde ou entra na página web que lhe indicam, disponibilizando seus dados ao ladrão que em um instante lhe saqueia a conta.

Com certeza você já recebeu centenas destes e-mails, mas oxalá nunca te tenham te fisgado com o anzol da fraude na Internet.

De todo modo, não seria o primeiro nem a última. Por isso, é importante estar alerta e tomar precauções para não cair no golpe.

Fique atento aos seguintes conselhos… se quiser proteger teu dinheiro por muito tempo:

1. Nenhum banco envia correspondências eletrônicas solicitando chaves ou dados das contas.

No geral, somente te mandam promoções de serviços ou confirmações de pagamentos e transações.

Por isso, nunca responda a nenhuma mensagem que te mandem pedindo informações privadas nem entre em páginas onde te solicitem estes dados.

2. As companhias e bancos mais usados para o “phishing” são a página de compras pela Internet eBay, a empresa de pagamentos on-line PayPal e bancos como o Citibank, Bradesco, Banco do Brasil, Nossa Caixa, Bank of America…

Desconfie de todos os e-mails que tenham esta origem.

3. Se você suspeita que a mensagem eletrônica recebida do banco é autêntica, primeiro telefone para o banco e confirme se é uma mensagem verdadeira e que realmente estão te pedindo alguma informação.

Porém utilize os números que vêm na lista telefônica, porque há uma nova modalidade de “phishing” chamada “vishing”.

No falso e-mail te indicam que telefone para um número “gratuito” por causa de algum problema no cartão de crédito ou na conta bancaria.

Uma vez que você morde este anzol e telefona, pedirão os seus dados privados para utilizar a sua identidade e extrair o seu dinheiro da conta ou fazer compras na Internet com seu cartão.

4. A maior parte destas mensagens não estão personalizadas com seu nome, já que são mensagens enviadas massivamente.

Se alguma vez o seu banco entrasse em contato com você, certamente personalizaria a mensagem com o seu nome.

5. As páginas que usam os bancos para operações on-line, ou as páginas para pagamentos na Internet, são sites seguros. Estes endereços, se você reparar na barra do navegador, começam por “https” e na parte de baixo aparece um cadeado .

Navegadores como Firefox, te avisarão imediatamente se você navega em uma web segura que poderia ser fraudulenta.

Não se trata de desconfiar de tudo o que encontre no oceano da Internet, mas sim de tomar mínimas precauções para que não te pesquem.

Como disse o refrão, peixinhos precavidos… valem por dois!

TE FISGARAM!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.