UMA MÃE PARA UM BEBÊ NEANDERTAL

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Já existe a tecnologia necessária para trazer a vida um membro da outra espécie humana.

EFEITO SINAL INFORMATIVO

JORNALISTA Está conosco na cabine o cientista George Church, professor de genética da Universidade de Harvard, considerado um dos pioneiros na biologia sintética. Bom dia, professor.

CHURCH Bom dia, diria eu.

PERIDOISTA Esse entusiasmo seu, é devido a quê?

CHURCH A que já dispomos da tecnologia necessária para criar, ou melhor dito, recriar, a outra espécie humana que desapareceu há 30 mil anos.

JORNALISTA O senhor se refere a…?

CHURCH Aos neandertais. Já podemos trazer ao mundo o Homem de Neandertal.

JORNALISTA Para nossas amigas e amigos ouvintes que não sabem muito sobre isso… poderia nos dizer quem foram os neandertais?

CHURCH Com prazer. Veja, os neandertais foram uma espécie humana que viveu há mais de 200 mil anos na Europa e Asia ocidental.

JORNALISTA Como eram?

CHURCH Eram homens e mulheres de baixa estatura, mas muito robustos, com um cérebro igual ou maior do que o nosso.

JORNALISTA O senhor diz que eram humanos?

CHURCH Sim, claro.

JORNALISTA Mas seriam… não sei, meio animais, meio humanos…

CHURCH Nada disso. Humanos. Os neandertais caminhavam erguidos, falavam, tinham ferramentas, vestidos de couro, desenhavam, adornavam seus corpos, enterravam seus mortos. Eram tão humanos quanto nós.

JORNALISTA E o senhor disse que desapareceram… por quê?

CHURCH Não o sabemos com exatidão. Quando nossa espécie chegou à Europa, os neandertais viviam tranquilos. Talvez nossos avós vieram melhor equipados, com ferramentas mais elaboradas…

JORNALISTA Ou talvez foi a violência característica de nossa espécie…

CHURCH Essa é uma possibilidade, que nossos antepassados os tenham exterminado. O certo é que em pouco tempo os neandertais desapareceram.

JORNALISTA Desapareceram… e agora você diz, professor Church, que é possível ressuscitar a um neandertal?

CHURCH Ressuscitar não seria a palavra… Digamos “clonar” um neandertal a partir do DNA de antigos fósseis.

JORNALISTA Explique-se melhor.

CHURCH Escute. O primeiro e mais importante já está feito, que é sequenciar o genoma do neandertal.

JORNALISTA E depois?

CHURCH O passo seguinte consiste em cortar este genoma em 10 mil fragmentos, sintetizá-los, ensamblá-los em uma célula mãe humana, e depois implantá-la no útero de uma mulher.

JORNALISTA E que mulher estaria disposta a emprestar seu ventre para um bebê neandertal?

CHURCH Pois… uma mulher jovem e valente. E além disso, com quadris largos, porque os bebês neandertais tinham uma cabeça maior que a nossa. Mesmo assim, o mais provável é que o parto fosse com cesárea.

JORNALISTA Professor Church, isto que o senhor nos conta… é possível ou é um filme como o do Jurasic Park?

CHURCH Não é filme. Meu laboratório tem a tecnologia necessária para realizá-lo. E não seria mal clonar um bom número de neandertais, de forma que lhes seja mais fácil adquirir uma autêntica consciência de grupo.

JORNALISTA Professor Church, o senhor tem agora 58 anos. Acha que verá o primeiro bebê neandertal?

CHURCH Com certeza. Eu verei. Nós veremos.

JORNALISTA Muito bem, suponhamos que cientificamente seja possível… que benefícios teria este experimento?

CHURCH Seria uma aventura cultural imensa. Trazer à vida a um neandertal seria o melhor exame de humildade para nós. Os neandertais tinham outras ideias, outro pensamento, seguramente outros deuses… Frente a arrogância do homo sapiens, poderíamos nos sentar para tomar um café com um membro de outra espécie humana e conversar sobre uma longa história comum que começou há milhões de anos na África, berço de toda a humanidade.

foto

Recriação de um neandertal de terno

no Museu de Mettmann, Alemanha.

UMA MÃE PARA UM BEBÊ NEANDERTAL

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.