A CLANDESTINIDADE DA BURCA (1)

Este radioclip es de texto y no tiene audio grabado.

Malalai Joya, lutadora pelos direitos das mulheres afegãs.

CONTROLE SICA AFEGà

EFEITO GUERRA

MALALAI (PLANOS DIFERENTES) Os da Aliança do Norte são iguais aos talibãs… Dizem que estou contra o islã… Dizem que sou comunista… São os senhores da guerra…

CONTROLESICA AFEGÃ

EFEITO CABRAS E CHORO BEBÊ

MÃE Malalai… se chamará Malalai como a guerreira que levou nossos homens a vitória contra os ingleses. Você será valente, lutadora como ela.

CONTROLESICA AFEGÃ ALEGRE

NARRADOR Malalai Joya nasceu em 25 de abril de 1978, em Ziken, uma pequena aldeia do Afeganistão. No ano seguinte, os soviéticos invadiram o país que se viu envolto na violência e guerras tribais.

EFEITO GUERRA

MÃE Temos que fugir… nos matarão.

PAI Vamos ao Irã, tem um campo de refugiados.

EFEITO GUERRA

NARRADOR Quando tinha quatro anos, Malalai com seu pai e sua mãe, fugiram para o Irã e depois para o Paquistão… Desde essa época, escaparam do Afeganistão uns três milhões de refugiados.

CONTROLE SICA PAQUISTANESA

NARRADOR Aos 16 anos, Malalai se converteu em ativista social. Estudava e ensinava as crianças refugiadas do acampamento paquistanês. 

MULHER Malalai, as crianças têm medo. E fome…

CONTROLE SICA PAQUISTANESA

NARRADOR Em 1988, os soviéticos abandonaram o Afeganistão. O país mergulhou, durante 8 anos, em uma guerra civil entre mais de 20 tribos, lideradas por guerreiros muçulmanos, os temíveis mujahedins.

EFEITO GUERRA

NARRADOR Em 1996, os talibãs tomaram Kabul, a capital do Afeganistão. A vida das mulheres se converteu em um inferno.

VOZES DE HOMENS EM PLANOS Não podem trabalhar… Não podem andar descobertas… Burca… Burca… Não podem estudar… Nem sair sozinhas… Nem dirigir carros… Não, não, não!

NARRADOR Para as mulheres,baixou a sharia, lei islâmica fundamentalista, perderam todos seus direitos. Os talibãs, da etnia pashtún, vinham para “purificar a sociedade”.

CONTROLESICA AFEGÃ TRISTE

EFEITO VOZES TALIBÃ – VOZES DE MULHERES AFEGÃS

NARRADOR Malalai Joya voltou a seu país com uma organização de apoio às mulheres e continuou dando aulas, desta vez de maneira clandestina.

MALALAI A maioria das mulheres afegãs odeia a burca, esse vestido que nos cobre dos pés a cabeça. Se não o usamos, os talibãs nos violam e nos matam. Eu também uso uma burca para minha própria segurança. Além disso, assim posso levar livros escondidos para as mulheres.

EFEITO 

NARRADOR Em outubro de 2001, as tropas norte-americanas e britânicas invadiram o Afeganistão com o pretexto dos atentados de 11 de setembro nos Estados Unidos.

BUSH O Afeganistão protege a Al Qaeda. Atacaremos as instalações militares dos talibãs e seus campos de treinamento de terroristas.

EFEITO BOMBAS

CONTROLESICA AFEGÃ

NARRADOR Nessa época, Malalai havia se convertido em dirigenta comunitária. Escondida, continuava animando as mulheres a se oporem à sharia.

MALALAI Os talibãs não governam oficialmente, mas continuam impondo o terror: fecham escolas, jogam ácido nas meninas que estudam. As viúvas são proibidas de trabalhar e vagam pelas ruas pedindo esmola…

CONTROLESICA AFEGÃ TRISTE

EFEITO Palavras de ordem de mulheres afegãs “queremos justiça” 

MALALAI Estamos entre dois inimigos: os talibãs e os mujahedins por um lado, e as forças da OTAN e os Estados Unidos por outro.

CONTROLESICA AFEGÃ TRISTE

NARRADOR A clandestinidade da burca. Continuará. 

A CLANDESTINIDADE DA BURCA (1)

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.